Síndrome de Asperger

Visão Geral

O que é Síndrome de Asperger?

A síndrome de Asperger é frequentemente considerada uma forma altamente funcional de autismo. Pode levar à dificuldade de interagir socialmente, comportamentos repetitivos e falta de jeito.

Causas

Hans Asperger rotulou esse transtorno como "psicopatia autista" em 1944. A causa exata é desconhecida. É mais provável que uma anormalidade no cérebro seja a causa da síndrome.

Fatores genéticos podem desempenhar seu papel, pois o transtorno tende a existir na família. Não foi identificado nenhum gene específico.

A síndrome de Asperger é um transtorno de desenvolvimento pervasivo (TDP) ou perturbação do espectro do autismo (PEA). A principal diferença entre a síndrome de Asperger e o transtorno autista é que a criança com a síndrome não tem atrasos na fala ou cognitivos.

A condição parece ser mais comum em meninos do que em meninas.

Embora indivíduos com síndrome de Asperger freqüentemente tenham dificuldade em termos sociais, muitos têm inteligência acima da média. Eles podem exceder em campos como programação e ciência computacional. Não há atraso no desenvolvimento cognitivo, na capacidade de cuidar de si mesmos ou em termos de curiosidade sobre seu ambiente.

Exames

Geralmente, é necessário um médico com experiência em diagnosticar e tratar autismo para fazer o diagnóstico real. Como não há exame físico para síndrome de Asperger, o diagnóstico se baseará em critérios muito específicos de um certo manual médico.

A maioria dos médicos procura por um grupo central de comportamentos para ajudar a diagnosticar a síndrome. Esses comportamentos incluem:

  • Contato visual anormal
  • Indiferença
  • Não responder quando é chamado pelo nome
  • Não usar gestos para apontar ou mostrar
  • Falta de interatividade
  • Falta de interesse nos colegas

Os sintomas podem ser observáveis nos primeiros meses de vida. Os problemas devem ser óbvios aos 3 anos de idade.

Exames físicos, emocionais e mentais são realizados para descartar outras causas e para buscar sinais mais específicos dessa síndrome. A equipe que irá observar seu filho poderá incluir um psicólogo, neurologista, psiquiatra, fonoaudiólogo e outros profissionais especialistas no diagnóstico de crianças com síndrome de Asperger.

Sinônimos

Transtorno de desenvolvimento pervasivo - Síndrome de Asperger; Perturbação do espectro do autismo - Asperger

Mais sobre Síndrome de Asperger

Marque uma consulta com seu médico se seu filho:

  • Não responder às pessoas
  • Falar de forma peculiar ou incomum
  • Apresentar comportamento que possa levar à automutilação

Sintomas

Sintomas de Síndrome de Asperger

Indivíduos com síndrome de Asperger se tornam excessivamente focados ou obcecados por um único objeto ou assunto, ignorando todos os outros. Eles querem saber tudo sobre o assunto e, muitas vezes, falam pouco sobre outras coisas.

  • Crianças com síndrome de Asperger apresentarão muitos fatos sobre seu objeto de interesse, mas parece que não há ponto ou conclusão.
  • Eles muitas vezes não reconhecem que a outra pessoa perdeu o interesse no assunto.
  • As áreas de interesse podem ser bastante superficiais, como uma obsessão com horários de trens, listas telefônicas, um aspirador de pó ou coleções de objetos.

Pessoas com Asperger não se isolam do mundo como os autistas. Elas frequentemente abordam outras pessoas. No entanto, seus problemas com a fala e linguagem em um cenário social podem leva-los ao isolamento.

  • Sua linguagem corporal pode ser incomum.
  • Elas podem falar em um tom monótono e não responder aos comentários ou emoções dos outros.
  • Podem não entender sarcasmos ou humor, ou podem levar uma figura de linguagem ao pé da letra.
  • Não reconhecem a necessidade de mudar o volume da voz em cenários diferentes.
  • Têm problemas com contato visual, expressões faciais, posturas corporais ou gestos (comunicação não verbal).
  • Podem ser rotuladas por outras crianças como "esquisitas" ou "estranhas".

Pessoas com síndrome de Asperger têm problemas para se relacionar com crianças da sua idade ou com outros adultos, pois elas:

  • São incapazes de responder emocionalmente em interações sociais normais
  • Não são flexíveis em termos de rotinas ou rituais
  • Têm dificuldade em mostrar, trazer ou apontar objetos de interesse para outras pessoas
  • Não expressam prazer em relação à felicidade alheia

Crianças com a síndrome podem apresentar atrasos no desenvolvimento motor e comportamentos físicos incomuns, como:

  • Atrasos para aprender a andar de bicicleta, pegar uma bola ou subir em um brinquedo
  • Falta de jeito ao andar ou fazer outras atividades
  • Bater os dedos, torcer-se ou movimentar o corpo todo repetitivamente

Muitas crianças com a síndrome de Asperger são muito ativas e também podem ser diagnosticadas com transtorno de déficit de atenção com hipeartividade (TDAH). Ansiedade ou depressão pode se desenvolver durante a adolescência e início da idade adulta. Sintomas de transtorno obsessivo compulsivo e "tic", como síndrome de Tourette podem ser observados.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Síndrome de Asperger

Não há um tratamento único para todas as crianças com a síndrome de Asperger. A maioria dos especialistas sente que, quanto antes o tratamento for iniciado, melhor.

Programas para crianças com síndrome de Asperger ensinam habilidades, seguindo uma série de passos simples e utilizando atividades altamente estruturadas. Tarefas ou pontos importantes são repetidos com o decorrer do tempo para ajudar a reforçar determinados comportamentos.

Os tipos de programas podem incluir:

  • Comportamento cognitivo ou terapia falada, para ajudar a criança a gerenciar suas emoções, comportamentos repetitivos e obsessões
  • Treinamento parental, para ensinar técnicas que podem ser usadas em casa
  • Terapia física ou ocupacional, para ajudar com as habilidades motoras e problemas sensoriais
  • Treinamento das habilidades sociais, frequentemente ensinadas em grupo
  • Terapia da fala e linguagem, para ajudar com a capacidade de conversação diária

Medicamentos como inibidores seletivos de recaptação da serotonina (ISES), antipsicóticos e estimulantes podem ser utilizados para tratar de problemas como ansiedade, depressão, problemas de atenção e agressão.

Convivendo (prognóstico)

Expectativas

Com tratamento, muitas crianças e suas famílias podem aprender a conviver com o problema da síndrome de Asperger. A interação social e os relacionamentos pessoais ainda podem ser um problema. No entanto, muitos adultos com a síndrome de Asperger trabalham bem em cargos convencionais e são capazes de levar uma vida independente, se tiverem o tipo correto de apoio disponível.

Fontes e referências

  • Bostic JQ, Prince JB. Child and adolescent psychiatric disorders. In: Stern TA, Rosenbaum JF, Fava M, Biederman J, Rauch SL, eds. Massachusetts General Hospital Comprehensive Clinical Psychiatry. 1st ed. Philadelphia, Pa: Mosby Elsevier;2008:chap 69.
  • Raviola G, Gosselin GJ, Walter HJ, DeMaso DR. Pervasive developmental disorders and childhood psychosis. In: Kliegman RM, Behrman RE, Jenson HB, Stanton BF, eds. Nelson Textbook of Pediatrics. 19th ed.Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2011:chap 28.
ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não