Câncer de mama: mamografia é exame indicado para detecção de nódulos malignos

POR ADRIANE ZIMERER - ATUALIZADO EM 04/09/2012

Todas as mulheres acima dos 40 anos devem fazer a mamografia anualmente

Câncer de mama: mamografia

O câncer de mama é uma das doenças mais temidas pelas mulheres. Ele é raro antes dos 35 anos de idade, mas atualmente é o tumor maligno que mais causa mortes no Brasil, causando 11 mil óbitos por ano, segundo o Instituto Nacional de Câncer. Por isso, para evitar graves consequências, o diagnóstico precoce é essencial. Para ajudar nesta tarefa, o exame de mamografia é indispensável.

Nódulos mamários
O sinal mais facilmente percebido de um câncer de mama é a presença de nódulos nos seios, que são geralmente percebidos através do autoexame. Normalmente os do tipo benigno são comuns nas mulheres e podem ser percebidos por terem formato simétrico. Já um nódulo maligno é irregular e o formato se assemelha ao de uma estrela. Por mais que o autoexame ajude no diagnóstico de um câncer, ele não é totalmente confiável, já que detecta tumores em estágios já bastante avançados (só são percebidos por estarem já bastante grandes).
Neste contexto o exame de mamografia se faz muito eficaz, dando ao médico a capacidade de perceber os nódulos ainda em fase inicial. Além disso, é possível analisar as imagens para que se saiba se o tumor tem comportamento benigno ou maligno.

Mamógrafo
"O principal objetivo da mamografia é a detecção precoce do câncer de mama", afirma Carlos Shimizu, médico radiologista do Instituto do Câncer de São Paulo. Cânceres tendem a crescer e se espalhar pelo organismo, afetando, assim, outros órgãos. Quando um tumor é percebido em fase ainda inicial é mais fácil o tratamento dele, isso porque ele se encontra concentrado em apenas um local.
Por isso, quando realizado anualmente, o exame de mamografia pode prevenir estágios avançados do câncer. Ele é realizado em um aparelho chamado mamógrafo, que gera raios-X. Embora seja comum a reclamação de que ele machuca as mamas, por prensá-las, este procedimento é indispensável para a análise dos nódulos.
Angela Trinconi, mastologista do Instituto do Câncer de São Paulo, explica que na momento que a mama é prensada a superfície mamária se afina, possibilitando a visualização mais clara do nódulo.
Por isso, se você tem mais de 40 anos, realize a mamografia anualmente. Além disso, hábitos saudáveis como uma alimentação equilibrada e a prática de atividades físicas podem ajudar na prevenção de várias doenças, inclusive do câncer.

Para saber mais sobre este tema, acesse Tudo sobre câncer de mama.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não