Micoses: lesões na pele são sintomas das infecções causadas por fungos

SÉRIE CUIDADOS COM A PELE

POR DANILO SALA - PUBLICADO EM 09/02/2012

Entenda o problema e saiba como se proteger das coceiras e descamações

12 de 22

Micoses: lesões na pele são sintomas das infecções causadas por fungos

Coceira, descamação e lesões na pele são situações bastante incômodas e, muitas vezes, são infecções causadas por fungos, as chamadas micoses. Saiba agora como identificar e como tratar esse problema, que, embora normalmente não traga complicações, pode indicar doenças mais graves.

Fungos estão por toda parte. No ar, nas superfícies e até em nosso corpo. Por isso, é inevitável nossa exposição a eles. Mas em condições favoráveis, esses fungos se desenvolvem. E quando isso acontece no nosso organismo, podem dar origem a um processo infeccioso, as chamadas micoses.

A dermatologista Isabel Martinez explica que alguns fungos já vivem no nosso organismo, fazendo parte da nossa flora. No entanto, outros tipos podem causar infecções quando entram em contato conosco. São inúmeros os meios de se entrar em contato com um fungo. Mas é só quando eles encontram situações propícias para se reproduzirem é que começam a causar problemas. Geralmente isso acontece em locais com alta umidade e calor, ou quando uma pessoa está com a imunidade comprometida. As micoses superficiais são as mais comuns.

Micoses superficiais são aquelas que atingem a parte externa da pele, ao redor dos pelos e até as unhas. Uma das mais comuns é a frieira. Ela atinge a pele entre os dedos, geralmente dos pés, causando descamações e até fissuras. Outra manifestação é a pitiríase versicolor, também chamada de pano branco. Nela, aparecem manchas esbranquiçadas pela pele. É uma doença contagiosa que piora com a exposição ao sol. As unhas também são um alvo frequente dos fungos. Esta infecção é chamada de onicomicose. A candidíase também é bastante frequente, atingindo mais as mulheres na região vulvovaginal. Pode também afetar os bebês.

A dermatologista explica que, como os bebês usam muita fralda e a região é úmida, alguns podem ter assaduras. É nelas que os fungos acabam se desenvolvendo.

A maioria das micoses superficiais pode ser diagnosticada sem muitos problemas. Mas para comprovar a presença do fungo normalmente é feito um exame de raspagem da pele. Em meio de cultura, se a pele estiver infectada, o fungo começará a se desenvolver.

Levando em conta o tipo de fungo, o local atingido e a extensão da infecção é que seu médico vai indicar o melhor tratamento para você. Por isso, não se automedique. Essa atitude pode criar uma resistência do fungo ao medicamento e, consequentemente, dificultar a cura. 

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não