publicidade

Sinusite: conheça as causas da doença respiratória

Crises recorrentes podem tornar a inflamação crônica

Apagar a luz

Por Adriane Zimerer - publicado em 29/05/2012

As nossas vias aéreas estão sempre expostas a inflamações. E basta que um microorganismo se aproveite de uma brecha para começarem os problemas. E um deles é a sinusite, que deixa nossa cabeça pesada e o rosto parece que vai explodir. Por isso, saiba como evitar e como tratar esta doença.

Sinusite é o nome dado à inflamação das mucosas dos seios paranasais, que são cavidades ósseas localizadas ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos. Eles têm função de drenar as secreções dos olhos, nariz e ouvidos, e ainda de diminuir o peso do crânio, para uma melhor sustentação. Mas, durante um resfriado, a mucosa nasal inflamada tende a obstruir as aberturas dos seios. Isso causa um acúmulo de secreção dentro deles, o que facilita processos infecciosos. A otorrinolaringologista Saramira Bohadana explica que o quadro acontece, muitas vezes, como consequência de gripes, resfriados e alergias.

As sinusites podem ser agudas ou crônicas, tendo sintomas bastante semelhantes nos dois casos. Pode haver dor na cabeça e na face, obstrução nasal com presença de secreção esverdeada e espessa, febre, cansaço, coriza e tosse. O que determina o quadro é a duração. Sinusites agudas duram até quatro semanas, enquanto as crônicas duram três meses ou mais. Mas reincidência de crises agudas pode tornar a doença crônica.

Segundo a especialista, a nasofibroscopia é uma das formas de se fazer o diagnóstico de quadros agudos. Ela é feita em consultório, durante a consulta com o otorrinolaringologista. Nos casos crônicos, uma tomografia pode ser necessária.

Quadros agudos de sinusite geralmente são tratados com antibióticos e corticoides, podendo proporcionar uma melhora do quadro em apenas duas horas. Já a sinusite crônica pode exigir cirurgia. Se você desconfia que está com sinusite, procure seu médico para avaliar seu caso. É muito importante que o paciente não se automedique, já que a atitude pode agravar a doença e causar danos irreversíveis à mucosa nasal. 

ver texto completo


Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pergunte ao Especialista sobre
alergia

Sua dúvida respondida por Especialistas Minha Vida perguntar
 

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X