Picada de mosquito: aprenda como evitar e aliviar a coceira na pele

POR DANILO SALA - ATUALIZADO EM 01/11/2013

Picada de mosquito: aprenda como evitar e aliviar a coceira na pele

Além de irritantes, as picadas podem ser portas de entrada para doenças

Evite picadas de mosquitos com cuidados simples

Eles estão por toda parte, mas em alguns locais são capazes de causar muito incômodo. Os mosquitos são insetos que se alimentam de néctar de flores, mas precisam do sangue humano para amadurecer seus ovos. E neste processo, provocam aquelas picadas que coçam, dóem e podem até transmitir doenças.

Alguns especialistas dizem que os mosquitos escolhem suas vítimas pelo odor que elas emitem. O suor e o corpo quente também parece atraí-los. Já esta dermatologista acredita que a oportunidade é que faz a diferença.

Mas algumas pessoas podem sofrer mais que outras ao receberem uma picada. Quando o mosquito nos pica, acontece uma reação alérgica no nosso organismo, resultando em uma ferida elevada e vermelha com coceira. Isso é normal. O problema é quando a pessoa tem alguma hipersensibilidade.

Tendo sensibilidade ou não, prevenir as picadas é sempre recomendado. Em locais com alta concentração de mosquitos, aumentar a barreira física é o ideal. As roupas não devem expor muito a pele. Já em casa, use telas nas portas e janelas e mosquiteiros nas camas. Repelentes à base de DEET ou icaridina também ajudam, mas devem ser reaplicados, principalmente ao entrar em contato com a água.

Mas quem já foi picado também precisa ter alguns cuidados. O mais importante é não coçar, já que a atitude pode aumentar as chances de contaminação. A dermatologista dá algumas dicas. 

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não