PUBLICIDADE

Quais cirurgias plásticas são indicadas após uma bariátrica?

Procedimentos visam realçar o contorno corporal e remover o excesso de pele provocado pela grande perda de peso

A cirurgia bariátrica é um tratamento indicado quando a obesidade atinge limites acima da média, se caracterizando como mórbida. O principal efeito desse procedimento é a perda de peso rápida e significativa, o que causa excesso de pele, prejudicando não apenas o aspecto estético do paciente, mas também algumas de suas funções vitais.

Problemas como má postura e equilíbrio corporal, desencadeados pelo excesso de pele, dificuldades de integração social e até de relacionamento sexual, e incômodos físicos causados pelas dermatites localizadas nas dobras de pele são apenas alguns exemplos dos contratempos que são associados à fase pós-bariátrica.

Sendo assim, tornam-se evidentes as complicações provocadas pela flacidez e perda da elasticidade e sustentação da pele - consequências da perda substancial de peso. Neste contexto, a cirurgia plástica torna-se necessária para a correção da imagem disforme de pacientes que emagreceram, em média, a metade ou mais do seu peso inicial.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em termos gerais, a cirurgia plástica vai realçar o contorno corporal e melhorar a forma e o tônus do tecido subjacente - responsável pela sustentação de gordura e pele. Com isso, o paciente ganha mais qualidade de vida, além de saúde física e mental.

Quando a cirurgia plástica deve ser realizada?

Esses procedimentos cirúrgicos devem ser realizados somente após a estabilização do peso corporal do paciente, entre um e dois anos depois da bariátrica, levando em consideração também a adoção de uma alimentação balanceada no pós-operatório.

Para isso, o paciente deve estar com o IMC (índice de massa corpórea) abaixo de 30. Porém, quando o IMC estiver acima dessa faixa, a cirurgia plástica só recebe indicação por razões graves - por exemplo, quando a sobra de pele e excesso gorduroso dificultam a locomoção da pessoa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quais cirurgias são mais indicadas?

Mas, no corpo do paciente, quais são os efeitos que surgem depois da bariátrica? Geralmente, é comum as pessoas ficarem com braços flácidos, mamas achatadas e mamilos apontados para baixo, abdome estendido nas laterais e na zona inferior das costas, além de nádegas, virilha e coxas flácidas.

Portanto, as cirurgias de braquioplastia, mamoplastia, abdominoplastia, lipoaspiração e o lifting facial são as mais procuradas por pacientes que sofreram com obesidade mórbida - e podem ser realizadas de maneira isolada ou combinada.

A abdominoplastia remove o excesso de pele do corpo, sendo realizada em pacientes que passaram por muitas gestações, oscilações de peso ou excesso de pele pós-bariátrica. Já a mastopexia levanta os seios e reverte o caimento natural, reposiciona a aréola e retira o excesso de pele da região. A braquioplastia, por sua vez, remove o excesso de pele flácida e gordura da região do braço. E o lifting da parte inferior do corpo corrige flacidez do abdome, nádegas, virilha, culotes e coxa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O abdome, em geral, deve ser a primeira cirurgia; em seguida, mamas, braços, coxas e face. Mas a ordem pode ser mudada, de acordo com a orientação do médico especialista. Além disso, quem não perdeu tanto peso, mas se sente incomodado com a pele que sobra na barriga, por exemplo, pode ser submetido à cirurgia plástica.

É importante ter em mente que a segurança da intervenção cirúrgica, o pleno estabelecimento do paciente e a reintegração estética com o próprio corpo são os objetivos primordiais no caso das pessoas que passaram por uma bariátrica.

O risco de complicação grave é mínimo, tendo em vista que o paciente foi preparado pela equipe multidisciplinar da cirurgia bariátrica, no pré-operatório e durante o procedimento cirúrgico, o que oferece segurança para a cirurgia plástica posteriormente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No pós-operatório desses procedimentos, é importante fazer repouso e manter os curativos adequados, para evitar intercorrências de maior gravidade. Após um mês, já é possível fazer caminhadas, dirigir, trabalhar, praticar exercícios físicos moderados e manter relações sexuais, com a devida orientação.

Até três meses após as cirurgias plásticas, o paciente deve usar cintas e faixas para evitar o alargamento das cicatrizes. Mesmo com todos esses cuidados, porém, os resultados da cirurgia de contorno corporal, após grande perda de peso, estão atrelados ao peso estável, alimentação balanceada, tipo de pele e herança genética.