PUBLICIDADE

Mulher morre após alisar cabelo e polícia investiga uso de formol

A vítima começou a passar mal logo após realizar o alisamento

Lidiane Ferreira dos Santos, de apenas 31 anos, faleceu na última segunda-feira (16) após realizar o procedimento de escova progressiva em um salão de beleza no município de Ilha Solteira, no interior de São Paulo.

De acordo com a família de Lidiane, os primeiros sintomas de que algo estava errado começaram logo após ela sair do salão na sexta-feira (6). Ao chegar em casa, ela alegou que estava sentindo irritação na pele, falta de ar e queimação no corpo.

Após uma semana, os sintomas pioraram, levando a dona de casa a ser internada no Hospital Regional de Ilha Solteira na última quinta-feira (12). Enquanto estava na Unidade de Terapia Semi-intensiva aguardando a transferência para a Santa Casa de Araçatuba, Lidiane sofreu uma parada cardiorrespiratória e faleceu.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Causa da morte

Segundo os familiares da vítima, os médicos alegaram que a quantidade de formol no corpo de Lidiane era muito alta. De acordo com o atestado de óbito, a morte foi causada por parada cardiorrespiratória, alergia a produtos químicos, crise convulsiva e hipotensão.

O corpo de Lidiane passou por exame toxicológico, e o resultado será divulgado em até 90 dias. A Polícia Civil abriu um inquérito e irá investigar como foi realizado o procedimento no salão de beleza, além de colher depoimentos dos funcionários do estabelecimento.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibe o uso de formol em alisamentos capilares, sendo permitido apenas a taxa de 0,2% para a conservação de outros produtos. Para verificar se o alisante tem a venda autorizada, basta pesquisar no site da Anvisa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Riscos do uso de formol

A dermatologista Joana D'arc Diniz explica que o uso do formol pode causar irritação, coceira, queimadura, inchaço, descamação e vermelhidão do couro cabeludo, queda do cabelo, ardência e lacrimejamento dos olhos, falta de ar, tosse, dor de cabeça, ardência e coceira no nariz, devido ao contato direto com a pele ou com vapor.

Contínuas exposições ao produto podem provocar ainda sérios processos alérgicos, boca amarga, dores de barriga, enjôos, vômitos, desmaios, feridas na boca, narina e olhos, e câncer nas vias aéreas superiores (nariz, faringe, laringe, traquéia e brônquios), podendo até levar à morte.

Entenda mais sobre os riscos do formol.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Veja também

Conheça os benefícios da progressiva sem formol

Entenda os riscos do formol no esmalte

Aprenda a recuperar o cabelo após alisamento

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)