PUBLICIDADE

Especialista responde 10 perguntas sobre pompoarismo

Sexóloga, psicanalista e instrutora tira dúvidas sobre a técnica que ajuda no sexo e na saúde

Você sabe o que é pompoarismo? Muitas imaginam que se trata só daqueles exercícios vaginais que usam bolinhas. Outras pessoas não sabem que, assim como uma ginástica, ele precisa de muito treino. Para esclarecer essas dúvidas, a sexóloga, psicanalista e instrutora de pompoarismo Carmen Janssen respondeu às perguntas sobre o tema no nosso site.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1 - O que é pompoarismo?

O pompoarismo consiste de exercícios de contração voluntária do períneo e da vagina. É uma técnica milenar indiana, cujo objetivo é aumentar o prazer sexual do casal, permitindo que a mulher massageie o pênis do parceiro com a vagina. Tais exercícios contribuem para o fortalecimento do assoalho pélvico (grupo de músculos e ligamentos que se estendem, desde o osso púbico até o cóccix, responsáveis pelas funções sexuais, pela sustentação do reto, bexiga e órgãos reprodutivos e também pelas continências urinária e fecal).

2 - Quais os principais benefícios do pompoarismo para o sexo?

Os exercícios ajudam a mulher a entrar em contato com seu corpo, conhecer seus limites, perceber sensações, lidar com sentimentos relacionados à sexualidade.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O pompoarismo é uma ferramenta que pode contribuir para o desenvolvimento sexual da mulher, e em consequência para a vida sexual do casal.

Mas, é importante lembrar que a técnica não vai fazer milagre e resolver bloqueios psicológicos relacionados à sexualidade, principalmente se o foco do aprendizado estiver direcionado à sedução. Algumas pessoas precisam de psicoterapia sexual.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A prática dos exercícios promove uma melhoria vascular na região pélvica, o que pode contribuir para aumentar o desejo sexual da mulher. Além de ajudar aquelas que têm dificuldade para ter orgasmo a aprenderem a chegar lá.

3 - Como praticar pompoarismo e quais os exercícios para começar?

Eu costumo ensinar de maneira individualizada, pois cada pessoa tem força diferente e maior ou menor conhecimento do próprio corpo. Mas, para a maioria, os exercícios abaixo costumam ser simples.

Antes de mais nada é preciso esvaziar a bexiga para evitar a retenção de urina, o que poderia desencadear infeções urinárias.

A medida que fizer as contrações, procure respirar normalmente.

1 - Sente-se, confortavelmente, em uma cadeira com as pernas separadas, de maneira que você sinta a vulva encostada na cadeira. Essa postura vai permitir que você se concentre nos músculos pélvicos e, ao mesmo tempo, impedir que você contraia os músculos internos da coxa. Isso vai ajudar a aumentar a percepção da musculatura que você vai trabalhar.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Contração isotônica (contrai-relaxa): contraia o períneo, sugando-o com força 'média', em seguida relaxe.

Faça três séries de dez contrações, descansando 15 segundos entre cada série.

Se você é iniciante, repita esses exercícios, uma vez ao dia, no mínimo, por duas semanas antes de ir para o seguinte.

2 - Tendo maior conhecimento da musculatura, você vai contrair com a mesma força 'média'. Mas, agora você vai segurar o períneo contraído, contar até três e relaxar.

Faça três séries de dez contrações, descansando 30 segundos entre cada série.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Repita os exercícios, uma vez ao dia, no mínimo, por duas semanas antes de ir para o seguinte.

3 - Repita o exercício 1, mas agora faça contrações rápidas, como uma palpitação. Faça três séries de 15 repetições. Descanse 15 segundos entre elas.

Se achar difícil e perder o controle das contrações, volte a exercitar as séries anteriores por mais algumas semanas e quando tiver maior controle sobre a musculatura pélvica, retome este último.

Com o tempo, combine os três exercícios. Pratique de cinco a dez minutos por dia.

Deseja ter bons resultados? Então, pratique todos os dias. Procure associar a prática a alguma atividade diária que você já faz, por exemplo, na hora do banho, quando estiver passando fio dental ou dirigindo. Dessa forma, os exercícios se tornarão um hábito saudável em sua vida para sempre.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

4 - Quais os cuidados que devo tomar ao fazer pompoarismo?

Pessoas que sofrem de endometriose, inflamações pélvicas, infecções sexualmente transmissíveis ou urinárias, devem esperar resolver o problema para depois começar a prática. Sempre recomendo às minhas alunas que estejam em dia com as consultas no ginecologista e que comuniquem o médico sobre os exercícios, pois já vi muitas pessoas se exercitando de maneira indiscriminada.

5 - Os acessórios são necessários para fazer pompoarismo?

Não, a técnica pode ser aprendida sem os acessórios e também vai fortalecer a musculatura. Pode-se também inserir o dedo indicador ou médio, dentro da vagina e apertá-lo, usando um lubrificante à base de água. Esse é um ótimo exercício para ajudar a aumentar a percepção da musculatura.

Na educação preventiva com pessoas saudáveis, em princípio, qualquer mulher pode usar os acessórios, desde que com boa orientação e critérios de higiene (lavar as mãos e os acessórios, antes e depois de usá-los e não compartilhá-los com outras pessoas).

A mulher não precisa ter pressa para usar os acessórios. Primeiro, ela deveria aprender a ter consciência da musculatura, fazer as contrações, pressionar o dedo com a vagina, entrar em contato com a própria sexualidade e, aos poucos, ir introduzindo os acessórios.

6 - Quem está grávida pode fazer pompoarismo?

Grávidas até os primeiros três meses podem sofrer contrações uterinas, o que seria perigoso para o feto. É melhor esperar passar essa fase e conversar com o médico antes de começar a praticar os exercícios.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

7 - Qual a diferença entre fisioterapia pélvica e pompoarismo?

O pompoarismo é a técnica de contrações voluntárias dos músculos perivaginais. A fisioterapia pélvica (em linhas gerais) é uma especialização da área da saúde que, embora também tenha em essência um foco preventivo, geralmente vai tratar da reabilitação das estruturas que formam o assoalho pélvico (músculos, ligamentos, fáscias e ossos), quando estes estão enfraquecidos ou lesionados. A terapêutica inclui aparelhos de biofeedback, eletroestimulação, associados aos exercícios de Kegel. Tudo depende do tipo de tratamento.

8 - Qual a diferença entre exercícios de Kegel e pompoarismo?

Os exercícios de Kegel, que é o médico que os introduziu nos anos 40, foram aplicados por ele para combater a incontinência urinária e prevenir as colpoperineoplastias (cirurgias para ?bexiga caída?). Ele aplicava diversas variações, em função da necessidade de cada paciente.

Já, o pompoarismo era praticado para promover prazer sexual com a vagina, usando técnicas complexas de chupitar, ordenhar, agarrar, massagear e sugar o pênis, entre outras. Em ambas as técnicas existem exercícios de contração, palpitação, sucção e expulsão. Mas, nem todos os exercícios são iguais, pois em cada uma delas a aplicação e os objetivos são diferentes.

9 - Qual a importância da respiração para o pompoarismo?

Como em todos os exercícios físicos que praticamos, ter boa consciência da respiração é importante para a elaboração dos exercícios. O relaxamento é outro elemento muito importante nesse processo, pois ajuda na execução, concentração e no foco dessa prática.

10 - Homens podem fazer pompoarismo?

Sim, os exercícios ajudam a fortalecer o assoalho pélvico do homem também. A incontinência urinária e anal (fezes, flatos), bexiga hiperativa, são problemas de saúde que afetam homens, mulheres, crianças e jovens.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Muitas pessoas têm vergonha de procurar ajuda, mas é preciso procurar um médico urologista ou o que a pessoa tiver acesso, para relatar o problema. É importante ressaltar que a incontinência urinária não acontece somente por enfraquecimento dos músculos pélvicos. Outros fatores tais como, infecções urinárias, malformações hereditárias, diabetes, podem desencadear outros tipos de incontinência, que requerem tratamentos que não se restringem ao comportamental.