PUBLICIDADE

Entenda as cinco linguagens do amor

A teoria afirma que todos os indivíduos possuem formas específicas de demonstrar afeto; confira quais são elas

A teoria das "cinco linguagens do amor" criada por Gary Chapman, pastor e conselheiro estadunidense, sugere que cada indivíduo possui formas específicas de receber e demonstrar afeto.

De acordo com Gary, as pessoas têm basicamente cinco maneiras principais de expressar seus sentimentos - e uma delas se torna a opção principal para cada uma:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Entender a forma como o outro se expressa pode causar um impacto positivo nas relações humanas. Para a psicóloga Adriane Branco, as cinco linguagens do amor traduzem a assertividade na comunicação. Para que esta assertividade ocorra, é fundamental que cada pessoa reconheça suas próprias necessidades. No momento que o indivíduo identifica o que para ele é importante, se torna mais fácil demonstrar isso ao outro.

"O impacto positivo disso é poder ser claro e objetivo na comunicação. É importante ter a consciência de que o parceiro(a) não tem a capacidade de adivinhar quais são suas necessidades, seus desejos, seus gostos - não importa quantas vezes você fala e sim como você fala. Quando a comunicação é assertiva, a relação se torna mais leve, prazerosa, equilibrada. E a maneira de lidar com os conflitos também passa a ser mais bem administrada pelo casal", conta a especialista.

Além de ser utilizada como forma de entender a comunicação entre casais, as cinco linguagens do amor também servem para analisar qualquer tipo de relação humana. Conheça mais sobre a teoria:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Palavras de afirmação

Esse tipo de linguagem tem como base afirmações verbais ou escritas de afeto. O indivíduo se sente amado e valorizado quando escuta palavras de incentivo ou elogios, como por exemplo: "vai ficar tudo bem", "você é muito bom nisso" e "sua ideia foi excelente".

Tempo de qualidade

Pessoas que possuem o "tempo de qualidade" como a linguagem principal se sentem amadas e felizes quando compartilham momentos com outras pessoas. Desde viagens até assistir televisão em conjunto, o tempo dedicado exclusivamente para o casal ou grupo de amigos é o que torna a pessoa feliz.

Toque físico

O toque físico pode incluir beijos, abraços, mãos dadas ou qualquer tipo de contato presencial com outra pessoa. O indivíduo sente a necessidade de demonstrar seu afeto ao tocar o próximo, além de se sentir amado quando também recebe essa forma de carinho.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Atos de serviço

Através de gestos como preparar um jantar, lavar a louça ou ajudar com alguma tarefa, a pessoa se sente valorizada e amada pelas pessoas que a rodeiam.

Presentes

Apesar do nome, a pessoa que possui como linguagem de amor principal o gesto de "receber presentes" não se importa com o valor financeiro do objeto recebido. Nessa forma de expressão, o que importa é a intenção e o simbolismo do presente, que pode incluir itens como flores, jóias ou comida.

Importância de entender as diferenças nas relações

Stella Azulay, especialista em análise de perfil e neurociência comportamental, conta que cada pessoa pode ser considerada um universo único. As definições do que representa respeito, educação e amor podem variar de um extremo ao outro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Por exemplo, muitas vezes para uma pessoa faltar ao respeito é elevar o tom de voz, e para outra é o silêncio. Ou ser educado é deixar passar na frente, enquanto para outro ser educado é pedir licença. Existem algumas regras básicas na sociedade, obviamente, mas aqui estamos falando de avaliações pessoais. Como julgamos o que outros pensam e sentem. E isso é muito pessoal, abstrato e na grande maioria das vezes acontece, inclusive, de forma inconsciente", explica.

via GIPHY

De acordo com a especialista, isso não se difere das maneiras de expressar o amor e afeto. Enquanto algumas pessoas são mais verbais, outras são mais carinhosas ou demonstram amor se preocupando com o outro. "Nós temos o hábito de entendermos somente o que se parece com nossa forma de demonstrar o que sentimos. Por isso a importância do autoconhecimento, porque o autoconhecimento permite à pessoa entender seus comportamentos e valores e também comportamentos e valores de terceiros".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Entretanto, Stella alerta para que algumas atitudes negativas não sejam confundidas como uma forma de expressar afeto. Agressividade, seja ela física ou verbal, abuso emocional e casos de ciúmes exagerados, não devem ser considerados linguagens de amor.

Lidando com as frustrações

Quando não conseguimos entender que o jeito diferente do outro não significa que há falta de amor e afeto, é comum que ocorram frustrações e desentendimentos nas relações, sejam elas amorosas ou não.

Segundo Adriane Branco, é possível lidar com a frustração e transformá-la em algo positivo. Entretanto, para que isso aconteça é necessário uma avaliação detalhada sobre suas expectativas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Não tomar decisões enquanto estiver frustrado é fundamental. Procure se distanciar do problema, isso irá favorecer com que você faça uma reflexão detalhada da situação, ver o que pode ser feito a respeito, se permitir pensar com clareza. Veja se há alguma maneira de comunicar ao outro sobre seus sentimentos e juntos encontrarem uma alternativa que seja favorável para a relação", aconselha a psicóloga.

Para Stella Azulay, uma boa conversa numa hora calma, mesmo que seja difícil, cura e pode mudar o destino de qualquer relacionamento - seja entre um casal, entre pais e filhos, entre amigos ou até em relações profissionais.

"Vivemos rodeados de influências que fazem com que criemos mundos paralelos não reais, que podem ser destruídos com uma simples conversa, desmistificando assim ideias que não representam o que o outro sente sobre você", conta.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Livro: As cinco linguagens do amor

Você pode adquirir uma série de livros sobre essa teoria no site da Amazon. Confira: