PUBLICIDADE

Será que estou bebendo demais?

Entenda como avaliar o seu consumo de bebidas alcoólicas e fazer escolhas mais saudáveis

Se você já consumiu bebida alcoólica alguma vez na vida, saiba que faz parte da minoria dos brasileiros. Apesar da ligeira queda da abstenção de álcool no Brasil e do aumento de consumidores não abusivos na última década, os abstêmios (quem nunca bebeu) representam a maior parte da população (59%). Os dados fazem parte da publicação Álcool e a Saúde dos Brasileiros - Panorama 2021 e demonstram que mais pessoas começaram a beber no país.

Agora, como saber se você bebe demais? Esta não é uma pergunta simples de responder, pois os efeitos do álcool variam bastante de pessoa para pessoa. Também existem condições em que a recomendação é de álcool zero, ou seja, nenhuma quantidade de álcool é permitida. Porém, ao conhecer conceitos importantes, você poderá avaliar o seu consumo e, assim, fazer escolhas mais saudáveis.

Logo no começo, preciso alertar que evidências científicas mostraram que não há um limite absolutamente seguro para o consumo de álcool; ou seja, qualquer quantidade de álcool pode trazer algum tipo de risco para a saúde.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Consumo de baixo risco

No entanto, para ajudar as pessoas a minimizar esses riscos foram criadas diretrizes de consumo de baixo risco, que seria o consumo moderado1: para mulheres, significa até 1 dose por dia e, para homens, até 2 doses por dia. Lembrando que uma dose padrão de álcool2 equivale a 350 mL de cerveja, 150 mL de vinho ou 45 mL de destilado.

Risco elevado

Por outro lado, os danos à saúde são aumentados quando o consumo é feito no padrão abusivo, ou seja, acima de 4 doses para mulheres e de 5 doses por dia para homens. Logo, é importante evitar o excesso de álcool, principalmente quando ele é feito em pouco tempo. Beber muito num intervalo de cerca de 2 horas expõe as pessoas a risco de problemas de curto prazo, como casos de violência e sexo desprotegido.

Nada de bebidas!

Vale ressaltar que em algumas situações o uso é inaceitável, portanto deve ser zero: menores de 18 anos, gestantes, motoristas, quem faz uso de medicamento que interage com a substância ou tem alguma condição de saúde que pode ser agravada pelo álcool.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Lembre-se que cuidar da saúde física e mental tornou-se ainda mais essencial no atual momento, e beber de uma forma menos arriscada à saúde é um desses cuidados. Faça uma análise de como está bebendo e procure adotar comportamentos mais saudáveis para a sua vida!

Notas

1. Recomendação da instituição National Institute on Alcohol Abuse and Alcoholism (NIAAA).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2. Trata-se da medida que define a quantidade de álcool puro presente nas bebidas alcoólicas.. Essa definição varia conforme o país e no Brasil, a dose praticada é definida como aproximadamente 14g de álcool puro, o que equivale a 350 mL de cerveja, 150 mL de vinho ou 45 mL de destilado.