PUBLICIDADE

Infertilidade feminina: entenda como trompas obstruídas interferem nela

Conheça as causas desse problema e veja como recuperar a fertilidade

Diversos problemas podem ocasionar a obstrução das trompas uterinas, dentre eles: infecções, endometriose, mioma, cirurgias na região abdominal e até algumas patologias, como a tuberculose, e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), como gonorreia. Além disso, aderências na cavidade abdominal também podem afetá-las e provocar algum tipo de obstrução.

Vale destacar que, no processo de fecundação, as trompas de Falópio têm papel importante, pois por meio delas é possível o encontro entre espermatozoides e óvulo. Ou seja, se houver algum tipo de obstrução ou lesão, a fecundação acaba comprometida e, neste caso, não há a formação do embrião.

A partir de uma suspeita, exames específicos podem identificar se existe algum tipo de obstrução ou lesão. A origem do problema, sua gravidade e localização irão direcionar o tipo de tratamento indicado. Em alguns casos, uma microcirurgia pode corrigir e reajustar o seu funcionamento. Isso não impede que ocorra sequencialmente uma gestação ectópica, um tipo de gravidez anormal que ocorre fora do útero e, geralmente, se dá em uma das trompas, mas pode desenvolver-se também no ovário ou no colo do útero. Este tipo de gestação costuma ser interrompida entre seis e 12 semanas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Também é importante lembrar que, a tentativa de corrigir a obstrução, não é uma garantia de sucesso para a fertilidade. Existem casos em que, após este tipo de procedimento, a paciente não consegue engravidar e acaba sendo encaminhada para a fertilização in vitro (FIV). Se as trompas também estiverem bastante alteradas (espessas e rígidas) e as pregas da mucosa não forem mais tão visíveis, a microcirurgia é descartada, e a FIV é a melhor solução.

Neste caso, a obstrução nas trompas torna-se irrelevante, afinal os óvulos são retirados do ovário e fertilizados (in vitro), ou seja, em laboratório. Assim que ocorre a fertilização, os embriões são transferidos diretamente para o útero, onde irá ocorrer a gestação de forma natural.