Bebês que nascem com intervenção têm maior risco de doenças na infância

Estudo investigou efeitos da cesárea e de intervenções como fórceps e ventosa em quase 500 mil partos

Segundo o Ministério da Saúde, 55,5% dos partos no Brasil são feitos via cesárea. Há muitos estudos tentando entender quais as consequências de nascer de forma não-natural para o resto da vida de uma pessoa. Uma pesquisa analisou dados de saúde de quase 500 mil crianças australianas e relacionou tanto os partos cesariana quanto os normais feitos sob intervenção com algumas doenças de pele e metabólicas

As crianças nascidas por cesárea têm maiores chances de ter hipotermia logo após o parto, segundo o estudo. Os pesquisadores dos Reino Unido, Austrália, Irlanda e Holanda também descobriram a relação entre esse tipo de parto e os problemas metabólicos durante a infância. O estudo analisou 491.590 partos feitos entre 2000 e 2008, bem como os dados de saúde dessas crianças até os cinco anos.

O nascimento vaginal que tem intervenção instrumental, como aqueles que têm aplicação do fórceps ou da ventosa, também foi associado a doenças. O levantamento também indicou que essas intervenções estão ligadas ao risco maior de icterícia e problemas na hora da alimentação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Charlene Thornton, que participou da pesquisa, explicou ao site australiano ABC News que nascer de qualquer forma não-natural aumenta as probabilidades de a criança desenvolver infecções respiratórias, problemas metabólicos e eczema.

Vantagens do parto normal

A ginecologista e obstetra Bárbara Murayama listou e explicou ao Minha Vida algumas outras vantagens do parto normal ao bebê.

1 - Vínculo entre a mãe e o filho

"É provável que o vínculo entre mãe e bebê seja mais intenso em um parto normal. Sempre que possível, buscamos entregar o bebê à mãe logo após o parto para que seja acolhido, abraçado e amamentado. É um momento em que a relação maternal é importantíssima"

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2 - Proteção para o mundo externo

"As mudanças que acontecem durante esse momento desencadeiam a produção de substâncias - como os corticoides - que ajudam a preparar o organismo do bebê para o ambiente externo ao útero"

3 - Eliminação do líquido amniótico

"A saída pelo canal vaginal - e não pela barriga, como na cesariana - provoca uma compressão do tórax do bebê. Isso o ajuda a eliminar todo o líquido amniótico das vias respiratórias, aliviando desconfortos respiratórios."