PUBLICIDADE

DTM: Hábitos comuns que causam dores de cabeça

Entenda como mascar chicletes, roer unhas e morder canetas podem provocar enxaqueca

Movimentos como mascar chicletes, roer as unhas, morder tampa de caneta, gelo ou qualquer outro objeto e ranger ou apertar os seus dentes podem ser extremamente prejudiciais à sua saúde.

Alguns costumes simples, como roer unhas e morder canetas podem levar, com o passar dos anos, a lesões na articulação e nos músculos da boca. O problema, conhecido como disfunção temporomandibular (DTM), acomete mais as mulheres do que os homens. A proporção é de um caso masculino para cada nove femininos.Pouco conhecida, esta disfunção pode causar dor de cabeça crônica, dor de ouvido, estalos e dificuldade em abrir a boca, mordida desconfortável, sensação de inchaço na lateral do rosto e zumbidos nos ouvidos.

Estes sintomas são, muitas vezes, confundidos com sinais de outros quadros, o que dificulta bastante o seu diagnóstico.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A DTM não mata, mas causa muita morbidade. Quem a desenvolve pode sentir dor e dificuldade para comer, falar, beijar e realizar qualquer movimento com a boca. Com isso a sua qualidade de vida é muito alterada para pior e conseqüentemente poderá apresentar problemas emocionais decorrentes dessa situação ruim.

Grande parte dos pacientes melhora com terapias conservadoras não-cirúrgicas. A utilização de remédios é pouco empregada nestes casos. Muitas vezes é necessária a interação de uma equipe multi e transdisciplinar para o melhor entendimento e condutas específicas nas áreas de neurologia, psicologia, reumatologia, otorrinolaringologia, endocrinologia e fisioterapia. Muitas pessoas procuram atendimento apresentando também outras doenças e a equipe multi e transdisciplinar contribui com um melhor entendimento global do paciente e suas co-morbidades e, conseqüente, melhor atendimento com uma probabilidade maior de restabelecimento da qualidade de vida dos mesmos.