PUBLICIDADE

Quimioterapia vermelha: entenda como funciona e efeito colaterais

Método é indicado para tumores da mama, estômago, bexiga e outros

A "quimioterapia vermelha" é um termo utilizado por pacientes, enfermeiros e entendido pelos médicos em referência a quimioterápicos da classe das antraciclinas, cujos principais medicamentos são a Doxorrubicina e Epirrubicina. O tratamento leva esse nome pois os medicamentos ganham coloração avermelhada após sua diluição e devido aos seus efeitos colaterais frequentes e temidos, principalmente a queda de cabelo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além da "quimioterapia vermelha" existe a "quimioterapia branca", que designa praticamente todos os demais medicamentos - dos quais os taxanos e a ciclofosfamida são os mais usados. Os principais efeitos colaterais dos taxanos são: reações alérgicas, alterações nas unhas, dores musculares, formigamento de mãos e pés, diminuição das células do sangue e queda de cabelo.

Os medicamentos da classe dos antraciclicos (quimioterapia vermelha) estão indicados para diferentes tipos de tumores como: câncer de mama, câncer de estomago, câncer de bexiga, câncer de ovário, sarcomas, carcinoma tímico, leucemias e linfomas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os antraciclicos são contra indicados em pacientes com doenças cardíacas graves como insuficiência cardíaca grave, infarto agudo do miocárdio recente e arritmias graves ou insuficiência hepática grave.

Os principais efeitos colaterais da quimioterapia vermelha são: Alopecia (queda de pelos e cabelos), náuseas e vômitos, aftas e inflamação na região da boca, diminuição das células do sangue: anemia, queda no numero de glóbulos brancos e de plaquetas e mais raramente insuficiência cardíaca.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Esses medicamentos assim como outras classes de quimioterápicos podem ser combinados entre si dentro de protocolos ótimos para cada doente e doença.