PUBLICIDADE

Exposição contínua a sons altos pode gerar danos permanentes aos ouvidos

Zumbido e irritação com ruídos são sintomas de perda auditiva

O barulho por definição é um som perturbador. A maioria dos sons que nos irritam não são altos a ponto de causar um prejuízo a nossa audição. O que devemos levar em conta é o volume do som e o tempo durante o qual ficamos expostos.

Medimos o nível sonoro em decibel (dB), uma escala logarítmica. Essa medida foi escolhida para melhor representar a forma como nosso ouvido percebe os sons de forma não linear. Um aumento de som de 10dB, por exemplo de 100dB para 110dB, é percebido como duas vezes mais intenso.

Nosso ouvido capta sons a partir de 0dB, e uma conversa normal gira em torno de 60dB. Um estudo foi realizado na época da Copa da África do Sul para testar os instrumentos sonoros mais populares entre as torcidas e encontrou o nível sonoro de cada um:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em níveis acima de 100dB, apenas 3 minutos já são suficientes para dano às células da orelha

A exposição a sons explosivos, como fogos de artifício e armas de fogo, mesmo que por período curto de tempo, também pode causar uma situação chamada trauma sonoro agudo. Nesse caso, o impacto nas células da audição leva a uma perda auditiva, que pode ser transitória ou permanente. Se o indivíduo já é portador de perda auditiva ou tem problemas crônicos de saúde, a chance de que a perda seja permanente se eleva.

A exposição constante ao ruído pode gerar problemas crônicos. Este efeito é conhecido como perda auditiva induzida pelo ruído (PAIR). A PAIR comumente afeta trabalhadores expostos a níveis intensos e contínuos no ambiente de trabalho, como em fábricas e na construção civil.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No início, é observada uma perda auditiva ao final do dia, com recuperação após horas de repouso. Se a exposição continuar, instala-se uma perda auditiva progressiva e irreversível.

O número de horas suficiente para gerar perda auditiva depende do nível sonoro em decibéis. Exposição a níveis de 80dB é segura por até 8 horas. Em níveis acima de 100dB, apenas 3 minutos já são suficientes para dano às células da orelha. O monitoramento por exames de audiometria pode fazer o diagnóstico precoce e indicar medidas de proteção ao trabalhador, como os EPIs (equipamentos de proteção individual).

Preste atenção aos sintomas

Os sinais mais frequentes de dano auditivo por ruído são dores de ouvido, zumbido no ouvido, irritação com sons altos e redução da capacidade auditiva. O incômodo pode ser grande a ponto de causar dores de cabeça e efeitos psicológicos. Se a perda auditiva for importante, o indivíduo pode se isolar socialmente pela dificuldade de comunicação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Se após exposição a som muito alto a pessoa sentir desconforto nos ouvidos, zumbido ou redução na sua capacidade auditiva, deve procurar um profissional da área. O exame de audiometria pode diagnosticar o trauma acústico. Quanto mais rápido se iniciar o tratamento, melhores serão os resultados.

Cuide-se!

Devemos evitar a proximidade com fontes sonoras, como caixas de som e fogos de artifício. Cuidado com o volume dos fones de ouvido, especialmente se estiver em um ambiente ruidoso, como as salas de academia, em que temos a tendência de aumentar ainda mais o volume. A comunicação é parte da nossa vida, portanto conserve sua audição!