PUBLICIDADE

Quimioterapia branca tem efeitos colaterais mais leves

Tratamento é indicado para câncer de mama, ovário, útero e outros

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

A quimioterapia "branca" tem sua denominação baseada em contraposição à cor do liquido daquela conhecida como "quimioterapia vermelha". A quimioterapia "branca" pode ter como composição a medicação Paclitaxel ou menos frequentemente o Docetaxel. Costuma ser aplicada três meses após o inicio da "vermelha" no tratamento adjuvante do câncer de mama.

No caso do Paclitaxel, é realizada geralmente de maneira semanal, mas também pode ser administrada a cada três semanas se o oncologista entender de prescrever doses equivalentemente mais fortes. Já o Docetaxel em geral é administrado a cada três semanas. Esses medicamentos são administrados por via venosa e a dosagem depende do peso e altura de cada paciente.

A diferença entre a quimioterapia branca e vermelha é o tipo de quimioterápico de cada uma. Enquanto a quimioterapia vermelha tem como seu principal componente a Doxorrubicina (Adriamicina) ou mais raramente a Epirrubicina, a quimioterapia branca tem como seu principal componente o Paclitaxel ou mais raramente o Docetaxel. Desta forma, seus mecanismos de ação, seus efeitos colaterais e seus usos clínicos podem ser diferentes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A quimioterapia branca não é indicada para todos os tipos de câncer. Ela é usada somente para os casos de câncer de mama, ovário, útero, pulmão de células não pequenas e sarcoma de Kaposi. Além fisso, a quimioterapia branca é contra indicada para pacientes alérgicos aos compostos do quimioterápico, gestantes e pessoas que apresentam alterações de funções do sangue, fígado, rins ou no sistema nervoso.

Os principais efeitos colaterais são: queda dos glóbulos brancos e, portanto, redução das defesas contra infecções. Outros efeitos são neuropatia, dores articulares, queda de cabelo, diarreia, náusea e vômito. A maioria desses efeitos é temporária e em geral não requer intervenção medica.

A quimioterapia branca também pode ser utilizada em combinação com outros esquemas de tratamento nos casos de câncer de mama, tumores de cabeça e pescoço, ovário, pulmão e útero. A combinação de quimioterápicos é recomendada na maioria dos casos, aumentando significativamente a efetividade do tratamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)