PUBLICIDADE

Dor lombar: 3 erros mais comuns na hora de tratar o problema

Apesar de ser muito comum, a lombalgia costuma ser tratada da maneira errada

No Brasil, cerca de 13% da população sofre de lombalgia (dor na lombar), a segunda condição de saúde mais comum no país, ficando atrás apenas de hipertensão arterial. E, para as próximas décadas, prevê-se um aumento de dor lombar, em particular nos países de renda baixa e média. Para agravar essa condição, um estudo publicado no periódico The Lancet, afirma que os pacientes estão recebendo tratamento errado para a dor lombar.

Então vamos falar destes pontos. Primeiro, é importante destacar que em sua grande maioria, a dor lombar não é relacionada a patologias graves e o primeiro e mais comum erro é achar que esta dor é uma patologia, quando na verdade é somente um sintoma. E esse sintoma pode ser de causa inespecífica, ou seja, não é somente uma estrutura que causa a dor lombar. Desta maneira, é importante entender que a causa é multifatorial e que vários fatores podem estar relacionados com esses sintomas.

Infelizmente, algumas crenças foram mantidas ao longo dos anos, mas pouco a pouco, a ciência - através de pesquisas sérias em todo o mundo - vai derrubando os mitos. Veja abaixo alguns erros no tratamento da dor lombar:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Repouso até o alívio da dor

O primeiro e grande mito é: para melhorar a dor lombar, o ideal é fazer repouso e esperar passar. Esse é o pensamento da maioria das pessoas, mas o correto é tentar se manter ativo dentro do possível para que a recuperação seja melhor e mais rápida.

Usar cintas ou faixas para imobilizar a região

Outro erro comum é utilizar cintas, faixas e coletes para aliviar a dor lombar, de maneira frequente. Com o tempo, essa atitude pode prejudicar os movimentos da coluna e gerar dor, além de não estimular os músculos da coluna vertebral.

Fazer compressa de gelo no local

Em relação ao uso de gelo no local, não há indício, nem comprovação de que melhora os sintomas, além de ser desconfortável. Sempre reforço aos meus pacientes que o mais adequado é tentar trazer um pouco mais de conforto para a região.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que fazer

A bolsa de água quente pode ajudar a relaxar a musculatura. Tenha em mente que a melhora pode estar relacionada ao conforto e a sensação de relaxamento causada pelo calor local e isso pode ajudar no movimento doloroso melhorando, assim, os sintomas e acelerando a recuperação. Quero destacar ainda que a maioria dos casos responde bem aos tratamentos convencionais, sem abuso de medicamentos e de cirurgias.