PUBLICIDADE

Especialista comenta crises de vômitos do Messi durante jogos

O jogador afirma estar melhor depois de mudanças em sua alimentação

O jogador Lionel Messi se tornou conhecido, além de sua incrível performance no futebol, pelas crises de vômito que apresenta - situação que ocorreu inclusive durante a final contra a Alemanha na Copa de 2014. No entanto, desde que começou a se tratar com o médico italiano Giuliano Poser, mudou sua alimentação e parou de comer algumas besteiras como pizza, doces (como alfajores) e refrigerantes, além de aumentar a ingestão de peixes, cereais, frutas e verduras, ele afirma que os vômitos pararam de acontecer, segundo sites de notícia como UOL Esportes e Gazeta Esportiva.

Conversamos com um especialista para entender o que poderia estar por trás desse comportamento - seria mesmo só a alimentação a causa para os vômitos do Messi? Segundo o médico do esporte Páblius Staduto Braga, gestor do centro de Medicina Especializada do Hospital Nove de Julho, essa relação pode sim acontecer. Ele explica que durante a atividade física intensa nosso corpo concentra a circulação sanguínea em nossos músculos e acaba reduzindo a oferta de sangue para outras partes - entre elas o sistema digestivo. "Por isso recomenda-se evitar refeições pesadas antes da atividade física", completa.

Quando comemos alimentos de difícil de digestão e partimos para o exercício intenso, a redução de circulação sanguínea em nosso sistema digestivo faz com que ele rejeite aquela refeição, na impossibilidade de processá-la de maneira adequada. O resultado é vomitar. "Não é tão raro pessoas vomitarem durante atividades intensas", explica Páblius. "Quando Messi fala que as mudanças na alimentação ajudaram no problema, provavelmente ele está evitando refeições pesadas nos dias de treino ou de jogo", acrescenta.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, competições são momentos de estresse, ainda mais para um jogador como o Messi, cuja atenção recebida da mídia e dos torcedores é maior. "Essa carga emocional soma um gasto energético ainda maior à atividade. Com isso, menos sangue é revertido para a digestão, o que pode aumentar o risco de vômito?, explica Páblius.

O especialista afirma que na corrida essa situação é ainda mais comum. "Pessoas que correm grande volumes ou em sprints de velocidade exigem demais do corpo, causando um desequilíbrio fisiológico que pode trazer consequências", diz. Em casos como esses e do jogador Messi, a mudança na alimentação se mostra suficiente para reduzir ou até eliminar o problema.

No entanto, no caso de Messi, é bom deixar claro que essas afirmações são especulações. Não sabemos se há alguma intolerância alimentar ou outro tipo de problema de saúde que não foi divulgado pelo jogador ou seu médico, o italiano Giuliano Poser.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Vomitar poderia afetar a performance de Messi?

De acordo com Braga, provavelmente a performance dele não pioraria depois do vômito. "Apenas se ele vomitasse várias vezes durante o mesmo jogo, o que causaria um desgaste maior do corpo", afirma. "Mas como ele possui um sistema muscular e esquelético forte, além de repor os nutrientes perdidos com hidratação e isotônicos, dificilmente seria afetado por isso."