PUBLICIDADE

Quando a raiva e a irritação são sinais de depressão?

Além do sentimento profundo de tristeza, a depressão pode despertar outras emoções de forma intensa

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

A depressão é uma doença que desperta diferentes sintomas e emoções, como raiva e irritação. Mas como saber diferenciar quando a raiva e a irritabilidade estão dentro da normalidade da demonstração das emoções e quando são sinais de um quadro depressivo? Entenda a seguir:

Sintomas da depressão

A depressão tem como sintoma principal a tristeza profunda. Mas não é só isso. Outros sinais que a doença despertam são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Raiva e irritação: quando são sintomas da depressão?

Embora a tristeza seja um dos principais sinais, sentir raiva e irritação de uma forma característica também pode ser um sintoma da depressão. De acordo com a psicóloga Fabiane Curvo de Faria, a raiva é uma emoção, uma internalização do que sentimos.

Segundo ela, é normal sentirmos raiva e irritação com situações cotidianas. São expressões de frustrações. Entretanto, há uma diferença entre a irritabilidade e o sentimento de raiva do dia a dia e da emoção despertada em quadros depressivos.

"A raiva gerada pela depressão é constante e perdura por um longo período de tempo. Tem constância. Diferente da raiva do dia a dia que nos irritamos e depois passa em minutos. Uma raiva constante e cronificada pode ser um sintoma desta doença. É uma raiva que não passa e tem características de frustração e de irritabilidade", diz Fabiane.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Pessoas com depressão que se movimentam pela raiva pretendem informar sobre algo que incomoda e lhes causa prejuízos. "As pessoas que estão deprimidas não fazem um bom manejo emocional e por isso não sabem 'se livrar' das emoções prejudiciais a elas (...). A pessoa que apresenta esse quadro está constantemente mal-humorada e mostra uma ira contínua. Também tem tendência a responder aos acontecimentos com ataques de ira, insultando aos outros ou com um sentimento exagerado de frustração por coisas sem importância (um sentimento desproporcional ao acontecimento)", descreve Fabiane.

Como lidar com a raiva e a irritação?

A psicoterapia é indicada para casos de depressão e ajuda a lidar com a raiva e excesso de irritabilidade. "É normal sentir raiva quando nos frustramos. Não somos robôs, mas devemos escoá-la de maneira saudável. Isso é uma habilidade que aprendemos na vida através de inúmeras orientações e aprendizados que recebemos ao longo dela - ou em terapia", diz Fabiana.

Também vale a pena restringir, em períodos de crise ou durante o tratamento, gatilhos para essas emoções, como as redes sociais, além de buscar criar uma rede de apoio. "Nossos familiares e nossa rede de apoio devem sempre estar cientes de que a doença causa sintomas que falam por ela. Porém, é muito importante ter atenção para que erros ?reais? não sejam confundidos com a doença".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)