PUBLICIDADE

Calor aumenta chance de problemas renais; saiba como evitar

Mais transpiração e pouca hidratação aumentam incidência de pedra e cólica no rim

Os rins são órgãos responsáveis por eliminar toxinas, excesso de água, sais e eletrólitos (sódio, potássio, cálcio, fósforo, magnésio, entre outros) do corpo, mantendo o equilíbrio hídrico do organismo. Localizados atrás das últimas costelas, eles filtram o sangue e produzem hormônios que promovem bem-estar, estimulando a produção de glóbulos vermelhos, vitamina D e intervindo na regulação da pressão arterial.

A saúde renal é um aspecto muito importante a ser observado, principalmente durante os meses mais quentes do ano. "No calor aumentam os casos de cólica de rim causadas pelos cálculos no ureter, que é o tubo que traz urina do rim para a bexiga. Bebemos menos água do que seria necessário e transpiramos mais por causa do tempo quente, o que leva à formação e a mobilização mais frequente dos cálculo", explica o urologista Flávio Ordones.

Aproximadamente 15% da população mundial apresenta pedra nos rins, ou cálculo renal. O cálculo renal se forma nos rins ou nas vias urinárias na forma de uma massa sólida resultante do acúmulo de cristais na urina. Geralmente é possível eliminar a pedra através da urina, mas há casos em que as formações sólidas podem ficar presas nos canais urinários, o que gera dor intensa e sangramento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Normalmente o tratamento indicado envolve muita ingestão de líquidos para ajudar a expelir a pedra e alguns medicamentos prescritos por profissionais da área. Em casos mais graves pode haver necessidade de cirurgia para remover o cálculo ou quebrar as pedras maiores. Os sinais mais comuns de pedra no rim são dores muito fortes no lado do abdômen, que podem vir associadas a náuseas e dor ao urinar.

Vale destacar ainda que quem pratica esportes deve tomar cuidado extra: cerca de 60% do peso total do corpo é constituído de água. Ao transpirar, a perda de água no corpo é acelerada e no calor essa condição se agrava, causando desidratação, o que é extremamente prejudicial à saúde dos rins. Assim, esportistas devem se hidratar regularmente antes, durante e depois da prática

Como evitar problemas renais no calor?

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

"Bebendo muita água, mantendo hábitos de vida saudáveis, alimentação balanceada com pouco sal e rotina de exercícios físicos", fala Ordones. Para a nutricionista Tarcila Ferraz a alimentação é uma parte essencial do tratamento de doenças renais e da manutenção da saúde dos órgãos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Quando os rins não funcionam, substâncias como potássio, fósforo, sódio e água vão se acumulando no sangue. A maior quantidade dessas substâncias causam problemas no corpo e prejudicam o tratamento, por isso o cuidado com a alimentação é tão importante", explica.

Alimentos com alto teor de potássio, fósforo e sódio devem ser evitados ou ingeridos com moderação. "A preferência por alimentos 'in natura' e minimamente processados é o ideal, com moderação no consumo de alimentos processados e ultraprocessados", explica a nutricionista.

Veja, a seguir, uma lista de alimentos que devem ser consumidos com moderação ou evitados para a prevenção e cuidado com problemas renais:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Potássio

Fósforo

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sódio

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)