PUBLICIDADE

Cada hora sentado reduz expectativa de vida em 21 minutos

Pesquisa afirma que redução é 10 minutos maior do que a de fumar um cigarro

Cada hora que uma pessoa passa sentada reduz a sua expectativa de vida em 21 minutos, diz uma pesquisa desenvolvida pela Universidade de Queensland, na Austrália. Segundo o estudo, essa redução é dez minutos maior do que a de fumar um cigarro. Os resultados foram publicados na edição de Novembro do The British Journal of Sports Medicine.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os cientistas levantaram dados de 12 mil australianos, coletados por um levantamento nacional sobre diabetes, obesidade e estilo de vida. Os entrevistados responderam perguntas sobre o seu estado de saúde, doenças que já tiveram, sedentarismo, tabagismo e hábitos alimentares. Para medir as horas que os participantes passavam sentados, os estudiosos perguntaram quantas horas de televisão eles assistiam por dia.

Os pesquisadores tentaram isolar o fator de risco da longa permanência na mesma posição de outros hábitos pouco saudáveis, como fumar e não se exercitar. Eles observaram que um adulto que passa seis horas por dia sentado em frente à TV deve viver quase cinco anos a menos que uma pessoa que não assiste televisão. A previsão se aplica mesmo em aqueles que fazem exercícios regularmente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Uma das possíveis explicações para essa relação é a ausência prolongada de contrações dos músculos das pernas. Depois de ficar meia hora sentado, o corpo liga o "modo repouso" e a taxa metabólica cai. Ficar de pé evita essa queda, pois o músculo permanece rígido, o que consome mais energia. Além disso, a pessoa em pé tende a se movimentar involuntariamente.

Mexa o corpo sem passar uma hora na esteira

>

Ginástica laboral - exercícios

Nosso corpo não foi feito para ficar parado, e sim em movimento frequente. Pesquisas científicas comprovaram que a queima calórica não associada ao exercício físico, mas ao movimento do dia a dia, também traz os mesmos benefícios à saúde. "Mesmo quem faz atividade física não pode se dar ao luxo de passar o resto do dia sentado, pois sofrerá os mesmos malefícios de um sedentário", alerta o endocrinologista e clínico geral Filippo Pedrinola. Opções para se movimentar não faltam. Veja o que o Filippo Pedrinola recomenda:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Use as escadas em vez do elevador

É uma reação automática: ao entrar em um prédio, a primeira coisa que fazemos é apertar o botão do elevador - seja para subir até o primeiro ou até o vigésimo andar. No entanto, essa é uma ótima oportunidade para se exercitar usando as escadas. Para aqueles que trabalham ou moram em andares muito altos, desça dois ou três andares antes do que deveria e faça o resto do trajeto pelas escadas.

Saia para almoçar ou fazer compras a pé

Tem gente que não consegue nem mesmo ir até a padaria sem pegar o carro, por costume ou preguiça. Porém, não custa nada deixar o veículo na garagem e ir a pé até o mercado comprar os itens fáceis de carregar - além de fazer bem à sua saúde, você evita o estresse do trânsito e ainda tira um carro da rua. Outro hábito comum é acionar um delivery e pedir para entregar a refeição no trabalho, quando poderia ter ido até o restaurante caminhando.

Estacione o carro longe do local de trabalho

Aqui a lógica é a mesma das escadas: você já fez todo o trajeto de carro porque era longe, então que tal estacionar um pouco mais distante do seu destino e aproveitar a caminhada? Para aqueles que andam de ônibus, a recomendação é a mesma - experimente descer um ou dois pontos antes do habitual e faça o restante do trajeto andando.

Alongue-se de tempos em tempos

Nada pior do que ficar muito tempo sentado em uma posição pouco confortável. Por isso, sempre que você se levantar para conversar com alguém, ir ao banheiro ou tomar um café, alongue pernas, braços e pescoço. Exercícios de respiração profunda também são amplamente recomendados.

Use um pedômetro (contador de passos)

Esse aparelho, capaz de registrar cada passo que você dá, pode ficar acoplado ao seu cinto e irá te ajudar a monitorar o quanto você está se movimentando durante o dia. De acordo com o endocrinologista e clínico geral Filippo Pedrinola, dar menos do que 5.000 passos por dia é considerado sedentarismo. "O ideal seria dar 10.000 passos por dia, que equivale aproximadamente a 6 km, ou de 300 a 400 calorias", completa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)