PUBLICIDADE

Sheila Mello é internada com quadro de erisipela; saiba tudo sobre essa doença

Ex-dançarina do "É o Tchan" contou que está recebendo o tratamento com antibióticos e deve receber alta nos próximos dias

Sheila Mello foi internada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, neste domingo (02), após um quadro de erisipela, infecção cutânea geralmente causada pela bactéria Streptococcus pyogenes.

A ex-dançarina do grupo "É o Tchan" publicou um vídeo no Instagram contando o que tinha acontecido e tranquilizando os fãs.

"Meus queridos, como falado no vídeo, eu peguei uma bactéria que evoluiu para uma infecção perigosa mas agora já está controlada com antibióticos. Quero pedir desculpas aos contratantes e ao público que não poderei estar presente nos próximos eventos", disse na postagem.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

View this post on Instagram

Meus queridos, como falado no vídeo, eu peguei uma bactéria que evoluiu para uma infecção perigosa mas agora já está controlada com antibióticos. Quero pedir desculpas aos contratantes e ao público que não poderei estar presente nos próximos eventos! Meu irmão Washington está tentando remanejar as datas! Bom fds para todos! 💋💋💋

A post shared by Sheila Mello♌️👩‍👧💃🏼 (@sheilamello) on

No final do dia, Sheila fez uma nova publicação revelando que os novos exames mostraram que a infecção havia diminuído e que em alguns dias ela terá alta.

O que é erisipela?

A erisipela é uma condição inflamatória causada pela bactéria Estreptococo beta-hemolítico, do grupo A, que atinge a derme e o panículo adiposo (tecido celular subcutâneo) da nossa pele, com grande envolvimento dos vasos linfáticos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De acordo com a dermatologista Kaliandra Cainelli, a erisipela corresponde a uma celulite infecciosa superficial, acometendo principalmente os membros inferiores de pacientes idosos, embora possa acometer a face e alguns casos possam envolver outros tipos de bactérias não estreptocócicas, como o Estafilococos e a Klebsiella.

A erisipela está relacionada a um fator que age como "porta de entrada" para a infecção, como úlcera venosa crônica, pé de atleta, picada de insetos, ferimento cutâneo traumático e manipulação inadequada das unhas. Por meio desta porta de entrada, bactérias penetram na pele, atingindo as camadas cutâneas inferiores e se espalhando facilmente com muita velocidade. Pessoas com baixa condição imunológica, obesas e com má circulação são as mais suscetíveis.

Conheça os sintomas, quando buscar ajuda médica e os tratamentos para erisipela!

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)