Nitazoxanida, usada como vermífugo, é testada para COVID-19

Medicamento, que é popularmente conhecido como Annita, entrou para a lista de remédios controlados no Brasil

Desenvolvida originalmente como um agente antiparasitário (vermífugo) de amplo espectro e usada também para tratamento de gastroenterites virais, a nitazoxanida pode ser mais uma esperança de tratamento contra a COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus.

A substância, que é comercializada há mais de 15 anos no Brasil sob o nome comercial de "Annita", já se mostrou eficaz no combate ao SARS-CoV-2 em estudos in vitro e agora será alvo de uma nova pesquisa brasileira, realizada com o apoio de empresa farmacêutica FQM Farmoquímica - que detém a venda do remédio no país.

De acordo com uma nota oficial, a empresa indica que o medicamento começará a ser testado clinicamente em pacientes infectados em breve. Para isso, será utilizada uma nova formulação do medicamento, em doses mais elevadas, mas dentro do perfil de segurança.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Possível tratamento contra o coronavírus

A FQM vem acompanhando o potencial clínico da nitazoxanida no combate à COVID-19 desde os apontamentos iniciais feitos por estudos em Wuhan, na China. Além disso, nos últimos anos, o medicamento já vinha sendo estudado para outras doenças virais, como a gripe H1N1, Ebola e SARS-CoV-1.

Uma vez que o novo coronavírus (SARS-CoV-2) possui semelhança genética com o vírus SARS-CoV-1, acredita-se que o resultado possa ser vantajoso no combate à atual pandemia. Além disso, estudos in vitro promovidos fora do Brasil demonstraram o potencial da nitazoxanida na inibição do vírus.

Sem correlação com iniciativas de órgãos públicos ou privados, a partir disso foi desenvolvido um plano de estudos clínicos em pacientes diagnosticados com COVID-19, internados em diversos hospitais universitários do país. Assim que as iniciativas tiverem algum resultado comprovado, mais informações serão divulgadas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Remédio "secreto"

Apesar da iniciativa da FQM, especula-se que o medicamento Annita possa ser também o remédio "secreto" com o qual o Governo Federal está realizando testes para o combate ao novo coronavírus.

Sem revelar o nome do ativo químico, o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, anunciou na última quarta-feira (15) que a substância em questão teve 94% de eficácia em testes de laboratório e agora será testada em pacientes doentes.

Diante deste cenário, o medicamento foi incluído nesta semana na lista de remédios controlados pela Anvisa. A medida, que limita a compra do medicamento em farmácias, se deu pela falta de comprovação científica contra a COVID-19, risco de esgotamento de estoques e para evitar a automedicação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Vale reforçar que a nitazoxanida é um anti-helmíntico de baixo custo, usado no tratamento de gastroenterites virais provocadas por rotavírus ou norovírus, helmintíases, amebíase, giardíase, criptosporidíase, blastocistose, balantidíase e isosporíase.

Tratamento de coronavírus

Coronavírus: estocagem de remédios impacta outros pacientes

Coronavírus tem cura? O que dizem os especialistas

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ivermectina é nova aposta de tratamento contra a COVID-19