PUBLICIDADE

Vírus da Zika pode ajudar a tratar tumores cerebrais, diz estudo

Pesquisa em andamento pela USP revela que o patogênico possui potencial para combater o câncer no cérebro; entenda

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Um estudo ainda em andamento feito pelo CEGH-CEL (Centro de Estudo sobre o Genoma Humano e Células-Tronco da Universidade de São Paulo), investiga a possibilidade do zika vírus ser utilizado no tratamento de tumores agressivos que afetam o sistema nervoso central.

Transmitido pelo mosquito Aedes aegypti (mesmo transmissor da dengue e da febre chikungunya), o patogênico foi altamente discutido no Brasil entre 2015 e 2016 após provocar um surto de microcefalia, condição neurológica que altera o tamanho do cérebro em bebês nascidos de mães infectadas com a doença durante a gestação.

A ideia de utilizar o vírus para tratar tumores cerebrais surgiu após os cientistas observarem o comportamento do patogênico, que demonstrou ter preferência pelas células progenitoras neurais dos fetos - partícula extremamente semelhante aos tecidos celulares provocados pelo câncer.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fases do estudo

Em 2017, quando a pesquisa se iniciou, os testes eram feitos in vitro, onde cepas do vírus foram associadas com uma linhagem de células tumorais. Após três dias, o patogênico foi capaz de eliminar todas as partículas dos tumores.

Já a segunda parte do projeto foi realizada com estudos pré-clínicos em camundongos, todos portadores de tumores humanos no cérebro. Entre os 29 animais utilizados na pesquisa, 20 apresentaram regressão significativa dos tumores, enquanto sete foram curados completamente num período de duas a quatro semanas de tratamento.

A terceira fase teve início no começo de 2020, quando três cães com câncer cerebral espontâneo e em estágio avançado receberam injeções com pequenas quantidades do vírus. De acordo com os resultados, os tumores foram reduzidos em até 5 cm³, além de todos os cachorros apresentarem melhora na qualidade de vida. Entretanto, após certo tempo, houve uma regressão no quadro dos animais justificada pela gravidade dos tumores.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os pesquisadores esperam conseguir ajuda monetária por meio de um financiamento coletivo on-line, além da autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), para que as testagens em humanos possam ser realizadas.

O que causa um tumor cerebral?

Tumor cerebral é o crescimento anormal de células dentro do crânio que leva à compressão e lesão de células normais do cérebro. Podem ser "benignos" ou "malignos'', sendo que apenas os tumores malignos são denominados de câncer.

Geralmente esses tumores podem ser divididos em duas categorias:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

As causas são variadas e muitas vezes desconhecidas. Quando a pessoa tem um tumor no pulmão, por exemplo, algumas células dessa lesão podem cair na corrente sanguínea e se instalar em qualquer parte do organismo, inclusive no cérebro.

Entenda mais sobre o tumor cerebral aqui.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)