Metástase hepática: sintomas, tratamentos e causas | Minha Vida
PUBLICIDADE

Metástase hepática: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Metástase hepática?

As metástases hepáticas ocorrem quando um câncer se espalha para o fígado a partir do seu sítio principal. Isso quer dizer que as metástases hepáticas são diferentes de um câncer que começa no fígado (chamado de câncer primário de fígado). Cânceres primários de fígado ocorrem com muito menos frequência do que metástases hepáticas. As metástases hepáticas são um problema frequentemente associado a estágios mais avançados de certos tipos de câncer, como câncer de pâncreas e câncer de mama.

PUBLICIDADE

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para entender a metástase hepática, é importante saber o papel do fígado no corpo. O fígado é o segundo maior órgão do corpo humano depois da pele e exerce mais de 200 funções em nosso organismo, sendo as principais o auxílio na digestão de alimentos, produção de bile (substância que atua na digestão de gorduras), a síntese de colesterol e a metabolização dos elementos nocivos de alguns alimentos, como bebidas alcoólicas, café e gorduras. Ele também limpa as toxinas do sangue e armazena glicogênio (açúcar), que o corpo usa para a energia.

O fígado é um dos órgãos mais importantes no corpo. É impossível viver sem um fígado funcionando.

Causas

Existem seis etapas do processo de metástase. Nem todos os cânceres seguem esse processo, mas a maioria tem esse curso:

O risco de um câncer se espalhar para o fígado, formando uma metástase, dependerá da localização do câncer inicial. Os tumores primários com maior probabilidade de se espalhar para o fígado são:

A maioria dos casos de metástases hepáticas desenvolve-se a partir do cólon ou câncer retal – aproximadamente 60 a 70% das pessoas com câncer de cólon e reto irão desenvolver uma metástase heática. Isto ocorre, em parte, porque o fornecimento de sangue a partir do intestino está ligado diretamente ao fígado por meio de um grande vaso sanguíneo denominado veia porta.

Mesmo que o câncer primário seja removido ou tratado, a metástase hepática pode ocorrer anos mais tarde. Se você já teve câncer em qualquer outro lugar, é importante para aprender os sinais de metástase hepática e para fazer check-ups regulares.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Últimas perguntas sobre Metástase hepática

Sintomas

Sintomas de Metástase hepática

Muitas pessoas com metástase hepática não apresentam sintomas. No entanto, algumas podem experimentar desconfortos como perda de peso e de apetite. É habitual que o fígado aumente de tamanho, endureça e provoque dores. Em algumas ocasiões o baço também inflama, especialmente quando o cancro tem origem no pâncreas. O inchaço no fígado em fases mais avançadas pode causar os seguintes sintomas:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico e Exames

Diagnóstico de Metástase hepática

Durante o exame físico, é possível suspeita de metástase hepática por conta do inchado no fígado e a descrição dos sintomas. Por isso, é muito difícil diagnosticar esse tumor em estágios iniciais, uma vez que ele demora para manifestar sinais físicos.

Além disso, vários exames podem ser feitos para rastrear e diagnosticar metástase hepática. Veja:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Metástase hepática

A metástase hepática pode ser tratada com terapia sistêmica (quimioterapia, terapia biológica, terapia-alvo e terapia hormonal), terapia local (cirurgia, radioterapia), ou uma combinação destes. A escolha do tratamento geralmente varia conforme esses fatores:

Terapias sistêmicas

Terapias localizadas

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Prevenção

Prevenção

Não é possível prevenir uma metástase hepática. Tudo dependerá do andamento do tumor primário e resposta do paciente aos tratamentos.

Fatores de risco

O principal fator de risco para uma metástase hepática é ter um câncer em outro local. O estágio do tumor primário, bem como seu tratamento e andamento, é que irão determinar as chances de uma metástase hepática.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Referências

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Visão Geral

Sinônimos

Metástase no fígado, tumor metastático no fígado

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Convivendo (prognóstico)

Metástase hepática tem cura?

Em quase todos os casos não há cura para metástase hepática. No entanto, os tratamentos atuais podem ajudar a melhorar a expectativa de vida e aliviar os sintomas. De acordo com a American Cancer Society, aproximadamente 15% das pessoas diagnosticadas com câncer de fígado irão sobreviver por 5 anos ou mais.

O sucesso do tratamento depende da localização do câncer primário e do quanto ele se espalhou para o fígado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico e Exames

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar uma metástase hepática são:

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes da consulta acabar. Para metástase hepática, algumas perguntas básicas incluem:

Não hesite em fazer outras perguntas, caso elas ocorram no momento da consulta.

Buscando ajuda médica

Se você apresenta os seguintes sintomas, principalmente se já foi diagnosticado com algum outro tipo de câncer, marque consulta médica:

Se você já está em tratamento para câncer, é importante fazer visitas regulares ao médico ou médica para acompanhar o andamento do tumor e prevenir o aparecimento de metástases.