PUBLICIDADE

Baropodometria: o que é, para que serve e como é feito

Também conhecido como "teste da pisada", o exame ajuda a prevenir dores e lesões nos pés

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

O que é

A baropodometria é um exame utilizado para avaliar complicações que atingem pés, pernas, joelhos e quadris. O diagnóstico é feito com a análise de imagens que mostram tipo de pisada, zonas de pressão, distribuição de carga e formato do pé do paciente. Assim, é possível detectar lesões que atingem as articulações da região inferior do corpo

Apesar de ser popularmente conhecido como "teste da pisada", existem diferenças importantes entre a baropodometria e o teste feito em lojas de calçados. "É um nome mais comumente usado para o teste, mas depende muito do ambiente aplicado. O famoso teste da pisada, encontrado em algumas lojas de calçados sob medida, não tem fator de análise fisioterapêutica, pois o nível do medidor de pressão é incapaz de passar resultados precisos", explica o fisioterapeuta e quiroprata Rodrigo Fazio.

Como é feito

Foto: shutterstock/NOVODIASTOCK
Foto: shutterstock/NOVODIASTOCK

O exame é feito por um profissional habilitado, muitas vezes um fisioterapeuta ou ortopedista, e não requer preparação prévia. Para realizar o diagnóstico, é utilizado um equipamento chamado baropodômetro, responsável por capturar pontos de pressão na sola do pé que são convertidos em unidade de pressão (quilopascal).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O teste possui duas etapas essenciais:

Análise estática: com o paciente parado em cima do equipamento, é feita a avaliação e a análise do formato dos pés, que podem ser classificados como plano, cavo ou normal. Além disso, é observado o centro de gravidade e as áreas de maior pressão. Dessa forma, é possível identificar alterações na estrutura e na postura do corpo.

Análise dinâmica: na segunda etapa do teste, o paciente se mantém em movimento, caminhando sob a plataforma. Os dados indicados pelo baropodômetro irão revelar o tipo de pisada (pronada, supinada ou normal), o centro de gravidade e as possíveis alterações biomecânicas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"A ideia do exame é não ter nenhum tipo de preparação prévia. Muitos tentam forçar o equilíbrio, principalmente na segunda parte do exame, quando tem que andar sobre a plataforma, mas isso apenas dificulta ainda mais o diagnóstico. Estar com o corpo relaxado e não forçar nenhum tipo de movimento ou posição não habitual é o ideal. Assim, podemos ter a real ideia do que deve ser analisado e o melhor tipo de tratamento", pontua Rodrigo.

Quando é indicado

Segundo o especialista, o exame pode ser solicitado por qualquer pessoa durante uma consulta ortopédica. O médico irá fazer a análise do quadro clínico e, se a baropodometria se mostrar necessária, o paciente será encaminhado para um fisioterapeuta com conhecimento em biomecânica, cinesiologia, posturologia e reabilitação.

Os sinais mais comuns que levam a realização do teste são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ainda de acordo com Rodrigo, a baropodometria pode ser feita até mesmo no processo de crescimento, quando os pais ou o próprio indivíduo percebe que suas pernas estão tortas, dificultando a locomoção.

O teste não possui limitações de idade, podendo ser aplicado em crianças ou adultos. "Dificilmente adultos que apresentam dores ao caminhar não tinham isso desde mais novos", ressalta o fisioterapeuta.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No caso dos mais novos, os pais e responsáveis devem ficar atentos. "Se os pais ouvem reclamações constantes de dores, a criança evita caminhar, ou até mesmo reclama de falta de coordenação, é indicado levar para análise", comenta Rodrigo.

"Se a dor começa na fase adulta, o exame acontece para identificar possíveis mudanças ósseas, musculares e identificação da necessidade de uma palmilha de apoio especial", completa o especialista.

Resultados

Após a realização do exame, o profissional irá interpretar os resultados apresentados, observando se o paciente possui características preocupantes, como regiões com hiperpressão ou desalinhamentos na pisada - fatores que podem elevar o risco de lesões.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Caso necessário, o médico irá indicar o uso de palmilhas, tênis ou órteses com formatos apropriados para o indivíduo. Além disso, o fisioterapeuta pode prescrever exercícios específicos para cada quadro, a fim de evitar futuras complicações. Em casos graves, pode haver indicação cirúrgica.

Onde fazer

O exame de baropodometria pode ser feito em clínicas especializadas na saúde dos pés, assim como em clínicas de fisioterapia ou ortopédicas.

Preço

O valor do teste varia de acordo com o local. No geral, o exame de baropodometria pode custar entre R$ 200 e R$ 300.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fonte

Rodrigo Fazio, fisioterapeuta e especialista em quiropraxia