Como consumir goji berry, chia, chá de hibisco e outros alimentos que ajudam a emagrecer

Saiba a maneira correta de ingerir para que eles realmente ajudem na perda de peso

POR BRUNA STUPPIELLO - ATUALIZADO EM 21/01/2016

Alguns alimentos funcionais ganharam fama por auxiliarem na perda de peso e ainda possuírem uma série de nutrientes essenciais para a saúde. Porém, é preciso tomar cuidado ao consumi-los, pois algumas maneiras podem fazer com que o alimento não ofereça todas as substâncias benéficas que tem. A seguir, nutricionistas explicam qual é a maneira correta de ingerir o goji berry, o chá de hibisco, o chá verde, a linhaça, a chia, o gengibre, a canela, a pimenta, a quinoa, o café, o agar-agar e o gergelim. Confira:  

Canela

A canela se destaca por prevenir e controlar o diabetes e o colesterol e ainda tem ação termogênica. Não há diferenças nutricionais entre a canela em pó e em pau. Este tempero pode ser polvilhado nas frutas, legumes, carnes e também ser incluída em chás e sucos. O mingau de aveia também pode levar este tempero.

Você não resiste ao arroz doce, então a canela pode ser sua aliada. Um estudo publicado no The American Journal of Clinical Nutrition observou que incluir três gramas de canela no arroz doce promove a redução dos níveis de insulina logo após a refeição e o aumento do GLP-1, hormônio que estimula a secreção de insulina. Esse processo ajuda a controlar as taxas de açúcar no sangue. A quantidade recomendada de canela por dia varia entre um e seis gramas.

Combinar o gengibre com a canela é uma ótima ideia para quem está resfriado ou quer prevenir o problema. A canela estimula o sistema imunológico e o gengibre possui ação anti-inflamatória que ajuda a lidar com infecções no trato respiratório e tosse. A dupla também potencializa o gasto energético no organismo.

O consumo da canela não é indicado para gestantes porque aumenta os riscos de aborto. Lactantes e bebês também não devem ingerir. Pessoas com hipertensão e também quem tem problemas no fígado devem consultar o médico sobre o consumo da canela.

O consumo em excesso de canela pode causar intoxicação, irritação das mucosas e do intestino, alteração dos batimentos cardíacos, úlcera e alergias.
 

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não