Manjericão alivia problemas intestinais e tem ação anti-inflamatória

Planta também tem ação antibacteriana e pode aliviar sintomas de artrite reumatoide

ARTIGO DE ESPECIALISTA - ATUALIZADO EM 02/09/2016

Patricia Bertolucci
Nutrição - CRN 5984/SP
especialista minha vida

Estudos sobre o manjericão demonstraram efeitos benéficos à saúde em dois aspectos básicos: os flavonoides e os óleos voláteis.

A disposição dos componentes ativos do manjericão, denominados flavonoides, fornece proteção à célula. A orientina e a vicenina são dois flavonoides solúveis em água que têm sido de especial interesse no manjericão devido aos estudos sobre os leucócitos do sangue humano. Estes componentes protegem as estruturas celulares e os cromossomos contra a radiação e contra danos relacionados com oxigênio.

Além disso, foi demonstrado que o manjericão protege contra o crescimento de bactérias indesejáveis. Estas propriedades antibacterianas não estão relacionadas com os flavonoides característicos do manjericão, mas sim com os seus óleos voláteis que contêm estragol, linalol, cineol, eugenol, sabineno, mirceno e limoneno. Estudos laboratoriais demonstraram a eficácia do manjericão na restrição do desenvolvimento de bactérias diversas, incluindo listeria monocytogenes, staphylococcus aureus, escherichia coli, yersinia enterocoliticae e pseudomonas aeruginosa.

O componente de eugenol dos óleos voláteis do manjericão tem sido objeto de estudo aprofundado, dado que esta substância pode bloquear a atividade de uma enzima no organismo denominada ciclooxigenase (COX). Este efeito inibidor da enzima do eugenol qualifica o manjericão como um alimento anti-inflamatório que pode proporcionar importantes benefícios curativos, para além do alívio dos sintomas em indivíduos com problemas de saúde inflamatórios, como artrite reumatoide ou doenças intestinais inflamatórias.

Nutrientes do manjericão

O manjericão é uma excelente fonte de vitamina K e manganês; uma fonte muito boa de cobre, vitamina A (sob a forma de carotenóides tais como beta-caroteno ), e vitamina C ; e uma boa fonte de cálcio, ferro, ácido fólico e magnésio.

Quantidade recomendada

Existe pouca informação sobre a dosagem segura ou eficaz do manjericão. Normalmente é usado 10 a 20 ml de suco de folhas frescas de manjericão uma vez ao dia ou chás com a infusão de 2 gramas de manjericão fresco ou erva seca em água fervente duas vezes ao dia.

Como consumir o manjericão

Folhas de manjericão são usadas para dar sabor a qualquer vegetal, aves ou carnes . A erva também é usada em tomate, ovos, ensopados, sopas e saladas.

O manjericão fresco pode ser macerado com alho e azeite de oliva para fazer uma variedade de pesto sem derivados do leite, que pode cobrir uma variedade de pratos, incluindo massas, salmão e brushetta de trigo integral.

Ou então, pode ser colocado em camadas inteiras sobre fatias de tomate e queijo mussarela de búfala para criar uma salada colorida e saborosa.

Podemos bater o manjericão com azeite de oliva e cebolas em um processador de alimentos ou liquidificador, formando um purê de manjericão que pode ser adicionado a uma deliciosa sopa de tomate.

Além disso, podemos desfrutar de uma xícara de chá revigorante de manjericão, infundindo folhas frescas de manjericão picadas ou a erva em água fervente por 8 minutos.

Manjericão roxo

O manjericão roxo é uma erva híbrida, desenvolvida, pela primeira vez, nos anos 50, na Universidade de Connecticut, nos Estados Unidos. Suas folhas apresentam sabor similar e são usadas para decorar diversos tipos de pratos. Apresentam propriedades terapeuticas similares à do manjericão verde.

Sementes e chá de manjericão

As sementes de manjericão fornecem uma ampla gama de benefícios para a saúde, como tratamento de desordens digestivas como: dor de estômago, flatulência, constipação, evacuações irregulares e indigestão. Além disso, por apresentarem efeitos anti espasmódico, podem ajudar a tratar a tosse.

Para usar a semente, coloque 2 colheres de chá de sementes de manjericão para 1 xícara de água quente ou líquido de sua escolha. Se você quiser mais concentrada de um sabor, drenar o excesso de água após o inchaço das sementes de manjericão com água pura. A água quente (não ferver) ajuda a inchar totalmente as sementes de manjericão, liberando antioxidantes e enzimas digestivas. Deixe a mistura repousar por pelo menos 2 minutos com a água quente e consuma-as.

O chá de manjericão pode ser usado para problemas de indigestão ou pode ser usado de forma tópica para acelerar a cicatrização de feridas.

*Texto elaborado com a colaboração de Paula Crook, nutricionista da PB Consultoria em Nutrição.