Germânio ajuda na prevenção do câncer

Este mineral, muitas vezes esquecido, é importante para tratamento de diversas doenças

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 14/12/2016

Dr. Miguel Curto
Nutrologia - CRM 24630/SP
especialista minha vida

Você já ouviu falar no germânio? Não, não é o nome de uma pessoa, mas sim um elemento químico. Muito conhecido pela sua aplicação na indústria eletroeletrônica, muitas pessoas esquecem que o germânio também é nutriente importante para a saúde.

PUBLICIDADE

O germânio orgânico é encontrado em alimentos vegetais. Os alimentos que o concentram apresentam a característica de estimular a imunidade e os processos cicatriciais e esta propriedade levou os cientistas a pesquisarem, principalmente, a sua ação na prevenção e no tratamento do câncer.

Benefícios do germânio

Nestes trabalhos observaram que o germânio também inibe a multiplicação viral, diminui os sintomas da aterosclerose, melhora o diabetes, estabiliza o metabolismo ósseo, modula a flora intestinal e ainda age como antioxidante. Além disso, por apresentar uma estrutura química que contém três átomos de oxigênio, ele ainda auxilia na oxigenação dos tecidos.

Há inclusive uma curiosidade histórica: em 1921, o médico fisiologista francês e Nobel de fisiologia, Alexis Carrel admirou-se com a espantosa recuperação de um jovem com tuberculose tratado com água rica em germânio, proveniente da fonte de Lurdes, na França. Desde então tem se usado o germânio como auxiliar no tratamento do câncer, AIDS, viroses, asma, reumatismo, lúpus, tireoidite autoimune, da doença de Parkinson, do diabetes, da ateroscleroses, entre outros quadros.

Como mencionei, o germânio é um nutriente quase esquecido e, por esse motivo, ainda não há, em humanos, um quadro de carência descrito para este elemento. Entretanto, em animais, uma dieta pobre em germânio leva a alterações do fígado, dos ossos e da medula óssea.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Quanto precisamos consumir de germânio?

Ainda por não haverem estabelecido um quadro clínico da carência do germânio, não há um padrão estabelecido para a dose nutricional diária.

Admite-se que uma dieta normal de um adulto norte-americano forneça de 0,4 a 3,4 mg de germânio por dia. A dieta do paulistano, entretanto fornece muito pouco deste nutriente e, nestes nossos anos de prática nutrológica, observamos que a maioria dos paulistas apresentam insuficiência nutricional deste elemento.

Isso ocorre porque, por mais que o germânio seja encontrado em diversos vegetais, se estes alimentos crescem em solo pobre em germânio, eles também serão carentes do elemento, como pode acontecer em São Paulo.

Fontes de germânio

Entre os vegetais que concentram germânio os mais conhecidos são: ginseng coreano, cogumelo do imperador (conhecido popularmente como orelha de pau), cogumelo shitake, champignon, alho, agrião, babosa, confrei, entre outros.

Veja abaixo uma tabela com a concentração de germânio em 100 gramas de alguns alimentos:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)
AlimentoGermânio (mg)
Alho75,4
Broto de bambu1,5 a 2
Babosa (Aloe vera)7,7
Bandai Udo (Aralia cordata) 7,2
Baternut (Trapajaponica Flerov)23,9
Cevada Pérola (Coicis semen)5
Cogumelo de Prateleira (Trametes cinnabarina)80 a 200
Confrei (Symphytum officinale)15,2
Ginseng Japonês (Panax ginseng) 26 a 32
Gromwell (Lithosemi radix ? Lithospermum officinale)8,8
Musgo Bandai 25,5
Sanzukon (Codonopsis tangshen) 25,7
Semente de Boxthorn (Lycium chinense) 12,4
Sushi (Angelica pubescens Maxim.)26,2
Wisteria (Wisteria floribunda)10,8
Chorella (Spirulina sp)7,6

Fonte: Livro Medicina Ortomolecular: Fundamentos e Prática do nutrólogo Miguel Curto (Editora Atheneu, 2015)

Uma fonte inusitada de germânio é a água de Lourdes, uma pequena cidade nos Pirineus franceses, famosa pelas aparições da Virgem Maria. Esta água é muito rica em germânio, tanto que foi ela que impressionou o médico Alexis Carrel. Outra fonte de água rica em germânio é a da fonte de Yamabuki-no-Omizo, em um distrito xintoísta na montanha ao norte da ilha de Honshu, no Japão.

O germânio orgânico natural, obtido através dos alimentos, é atóxico. No entanto, o germânio inorgânico pode ser tóxico, então cuidado, não use compostos de germânio vendidos sem indicação médica.

Alho, agrião, broto de bambu, cogumelos podem ser ingeridos à vontade. Já os cogumelos devem ser ingeridos com cuidado, apenas os conhecidos, afinal cogumelos desconhecidos podem ser venenosos. Como diz meu filho: ?todos os cogumelos são comestíveis, alguns apenas uma vez?.