publicidade

Proteja sua pele das manchas se o bronzeado descascar

Saiba como conter a coceira e evitar mais agressões ao corpo

Por Minha Vida - publicado em 16/01/2009


Nem sempre o protetor solar é suficiente para evitar a descamação da pele após dias de sol. Principalmente quem passa, praticamente, o ano todo longe da exposição ao ar livre tende a sofrer com os descascados que, além de deixarem o bronzeado cheio de manchas, oferecem diversos riscos para saúde.
Para entender melhor como essas descamações prejudicam a saúde da pele, O MinhaVida conversou com o dermatologista e especialista do portal Cesar Cuono "Para que a pele não descasque é preciso, além de repassar o protetor a cada duas horas, evitar uma agressão excessiva do sol", diz o médico. Na prática, isso significa permanecer na sombra nos horários de pico e optar por alguns itens como camiseta e chapéu. Quando a pele descasca é sinal de que ela foi muito agredida, o que causou uma queimadura.
Luciana Alves é um exemplo da dor de cabeça que o descuido pode gerar. "Passei o final de ano na praia e, como minha pele não é muito clara, descartei o protetor solar para me bronzear mais rápido. O resultado? Manchas espalhadas por todo corpo, além de uma série de pintas que só poderei clarear quando começar o inverno", afirma a banhista.

Cuidados

O problema fica ainda mais grave quando a pele descascada continua sendo agredida pelos raios solares, o que pode intensificar o problema e aumentar os riscos de uma insolação, câncer de pele e queimaduras mais graves. "Não há dúvida de que os cuidados precisam ser maiores quando a pele já está descascada, dada a exposição da camada mais profunda, que ficará sujeita a novas queimaduras ou até infecções", alerta o dermatologista. Por isso, nada de tomar sol em cima da pele que está se refazendo.

Bolhas

As bolhas são outra característica da pele que sofreu fortes agressões solares. "As bolhas aparecem por queimadura direta pelo Sol, como se fosse com água quente, ou indicando o inicio do processo de descamação", afirma o médico. Para evitar é só não agredir a pele, usando protetores com FPS acima de 30 e não se expondo muito aos raios solares. E nada de estourar quando elas já estiverem formadas, deixe que isso aconteça naturalmente. Se perceber alguma coisa diferente corra para um especialista.

Coça, coça

Quando a pele está descascando é comum sentir uma forte coceira, que pode ocasionar ferimentos na pele que já está sensível. Ela acontece devido à descamação, mas nada de coçar. "Para a coceira acabar basta hidratar bem a pele, ao menos duas vezes por dia. Se a coceira for muito intensa é necessário o uso de uma loção ou creme com cortisona, receitas por um médico".

Puxar a pele que se solta

Não existe uma pessoa que resista: deixar de puxar as peles que estão soltando é uma tarefa quase impossível. Mas esta não é a melhor atitude. Se você tem uma casca ou pele que está aderida é porque ainda não houve cicatrização embaixo dela. Por isso, a importância de deixá-la se soltar sozinha. Uma opção para acelerar o processo é passar cremes hidratantes ou óleo de amêndoas.


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

siga o minha vida e melhore sua qualidade de vida

Saiba mais

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X