publicidade

Corantes naturais dão vida à comida e afastam doenças

Conheça os benefícios da canela; do açafrão e de outros condimentos que melhoram a saúde

Por Minha Vida - publicado em 23/07/2009


Quem é que não fica atraído por um prato de comida bem colorido? Não estamos falando dos legumes, frutas e verduras que também dão o tom alegre, mas sim dos corantes naturais, como o açafrão e a canela, usados para dar um gostinho a mais às receitas e colorir ou intensificar a cor natural dos alimentos. O melhor de tudo é que essa turma não só torna o cardápio mais convidativo para adultos e, principalmente, para crianças, como também são apontados como alimentos funcionais em potencial, ou seja, cada vez mais acredita-se que eles podem trazer benefícios à saúde do organismo.

As características antioxidantes e anti-inflamatórias dos corantes seriam as grandes responsáveis por prevenir, controlar e combater doenças."Estudos apontam resultados positivos sobre o efeito dos corantes naturais para a saúde, mas os testes foram realizados e comprovados somente em laboratório, e para que se possa afirmar sua real ação no nosso organismo, são necessárias pesquisas mais amplas", explica a engenheira de alimentos Inar Castro, professora do Departamento de Engenharia de Alimentos da USP. Porém, de acordo com a engenheira, não há contra-indicações para o uso dos corantes e a ingestão moderada dos condimentos pode, sim, trazer os benefícios esperados.

Quem são eles
Extraídos de matérias-primas, como frutas e vegetais, os corantes naturais são classificados em quatro grandes grupos: antocianinas, betalaínas, carotenoides e diversos, ou seja, aqueles que não apresentam características semelhantes as três outras classes, mas que são bastante usados no dia a dia (cúrcuma, clorofila, cochonilha e a indigotina). Essa divisão se baseia em características específicas de cada corante, como a coloração produzida e por seus componentes. Abaixo, o MinhaVida preparou um guia dos principais corantes naturais e de suas possíveis propriedades para que você possa equilibrar melhor sua alimentação com cor e saúde.

Colorau rejuvenesce
Extraído do urucum, o corante dá um tom avermelhado ou amarelado à comida e, segundo o livro "Plantas medicinais", de François Balme, (Editora: Hemus - 1982 ) por possuir carotenoides, como a bixina e a norbixina em sua composição, tem efeito antioxidante, ajudando a proteger os tecidos contra o envelhecimento. O chá das sementes do urucum tem bom efeito contra prisão de ventre e problemas estomacais. É importante ressaltar que a casca das sementes do urucum que compõem o colorau, quando ingerida, pode causar irritação no fígado e no pâncreas.

Páprica contra o câncer de próstata
Seu nome deriva da palavra pimenta, daí a constante confusão com o tempero ardido. Muitos a chamam de pimenta doce. Na verdade, a páprica é o pó que se extrai da pimenta ou do pimentão desidratado. Estudos realizados por pesquisadores do Centro Médico Cedars-Sinai (EUA) comprovaram que a substância chamada capsaicina, responsável pelo gosto ardido da pimenta, é capaz de eliminar células doentes, causadoras do câncer de próstata.

Açafrão afasta a cólica menstrual
Pó de cor amarelada ou avermelhada é extraído da cúrcuma, planta da família do gengibre, e utilizado desde a antiguidade como especiaria, principalmente, na culinária mediterrânea. É mais utilizado em molhos e, em geral, para dar aquela vivacidade ao arroz.

Pesquisas realizadas por um grupo de cientistas da Universidade Federal de Goiás (UFG) comprovaram os poderes da substância no combate ao melanoma, tipo mais grave de câncer de pele de doenças como vitiligo. A aplicação da curcumina - substância extraída da planta do açafrão - reduziu em 90% os tecidos cancerígenos.

Os pesquisadores explicam que o poder do açafrão está no potencial oxidante da curcumina, cujas moléculas são capazes de captar os radicais livres e manter a saúde das células. O avanço dos radicais livres é responsável pelo descontrole na produção das células, o que causa as doenças.

Na Índia, o uso de temperos à base de curcumina, como o curry, é tradição milenar, onde, coincidência ou não, os cânceres são responsáveis por 9,5% de mortes entre a população, enquanto nos Estados Unidos essa taxa sobe para 31,7%, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Canela controla o diabetes
Obtida a partir da parte interna da casca da Cinnamomum zeylanicum, a canela dá uma cor marrom às receitas, principalmente, nos doces como o arroz-doce e a canjica. Aromatizante e exótica, ela pode ser usada no tratamento de doenças como o diabetes tipo 2.

Uma substância encontrada no extrato de canela, o polifenol MHCP, reproduziria a ação da insulina nas células, auxiliando na redução dos níveis de glicose (açúcar) no sangue, o que tornaria o condimento uma grande aliada no controle do diabetes do tipo 2.

De acordo com a nutricionista do MinhaVida, Roberta Stella, no diabetes tipo 2 existe a produção de insulina, mas a quantidade não é o suficiente para absorver a glicose do sangue. "Por isso o controle da ingestão de açúcar é tão importante", diz Roberta.

Clorofila para desintoxicar
É o corante natural responsável pela coloração esverdeada dos vegetais folhudos e de algumas frutas. Geralmente, é utilizado em sorvetes, sucos, massas com vegetais, iogurtes, biscoitos e queijos. Segundo a nutricionista Daniela Cyrulin, do Instituto Saúde Plena, a clorofila é rica em minerais (magnésio, ferro, cobre e potássio) e possui o poder de limpar os tecidos intestinais e de eliminar toxinas do sangue, por isso tem alto poder de desintoxicação e ajuda muito no processo de emagrecimento. "Seu chá tem propriedades antioxidantes, que ajudam no combate contra o envelhecimento", explica

Caramelo melhora a visão
Derivado do processamento de carboidratos,ele é o mais utilizado de todos os corantes alimentícios. Embora o caramelo possa ser extraído de diversas fontes, a mais comum é o xarope de milho. De acordo com o engenheiro químico Elias Basile Tambourgi, professsor da Unicamp e coordenador de uma pesquisa que analisa as propriedades do milho (inclusive o uso em corantes de alimentos), o milho é uma fonte de antocianinas, pigmentos pertencentes ao grupo dos polifenóis - substâncias antioxidantes e responsáveis por dar cor aos vegetais. "As antocianinas atuam na inibição dos radicais livres responsáveis por danificar as células -, atuando na prevenção de doenças degenerativas, como o câncer. Além disso, melhoram a visão noturna, prevenindo a fadiga visual", explica.


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Mais sobre:

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X