Conheça sete situações embaraçosas, mas normais, na hora do sexo

Flatulência vaginal, problemas de lubrificação e dores de cabeça podem atrapalhar as mulheres durante a relação

POR NATHALIE AYRES - ATUALIZADO EM 14/03/2017

Sexo já não é algo simples para a mulher, o processo para elas chegarem ao orgasmo é muito mais tortuoso do que para o homem. Se alguma situação embaraçosa acontecer, pronto! Acaba o clima, certo? Nem sempre... "Na verdade, isso tudo depende do grau de envolvimento e cumplicidade da parceria", considera a ginecologista Flávia Fairbanks, especializada em sexualidade humana. "Se for um relacionamento sólido, fica mais fácil para a mulher lidar com a situação e superá-la", completa. O problema é mesmo quando já há alguma insegurança da mulher. "Venho percebendo que a mulher está cada vez mais performática com relação ao sexo também, possivelmente devido a uma crescente idealização de desempenho sexual divulgada no social - e isso a torna mais preocupada em ser excitante para o parceiro para agradá-lo, portanto mais insegura", comenta a psicóloga Juliana Bonetti, especializada em sexologia.

Com ou sem segurança em si mesma, algumas situações embaraçosas são sim passiveis de acontecer, e de uma forma ou outra você vai ter que lidar com elas, não é mesmo? Para você não ser pega desprevenida, enumeramos a seguir quais são as mais comuns e o que você pode fazer a respeito delas.

Dificuldades com a lubrificação

Se você anda com dificuldade em lubrificar e se considera anormal por isso, não se sinta só. "É muito mais normal do que imaginamos, mesmo em mulheres com a sexualidade bem resolvida", explica a ginecologista Flávia Fairbanks, especializada em sexualidade humana e membro da SOGESP. As causas são variadas, pode ser tanto algo hormonal, passível de ocorrer com mulheres na menopausa, quanto uma questão psicológica, como insegurança ou medo do próprio desempenho. É importante conversar com seu ginecologista se você sentir que isso está dificultando a relação, mas também não precisa ter medo de usar lubrificantes com seu parceiro!

E quando a lubrificação é excessiva? Pois é, algumas mulheres também consideram a situação oposta um problema! Umas com tanto, outras com tão pouco... Mas realmente, existem situações em que o pênis não consegue se manter dentro da vagina, devido a intensidade da lubrificação da mulher. "Para resolver esses casos não tem muito jeito, afinal isso é como a saliva, não dá para controlar a quantidade que produzimos", compara a especialista. Mas o jeito é aproveitar o lado positivo disso. "Isso mostra que há uma grande resposta sexual, portanto há maiores chances de ter um orgasmo. Uma forma de compensar isso é reduzir as preliminares e fazer a penetração antes da vagina estar tão lubrificada assim", expõe Flávia.