Nódulo na axila: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Nódulo na axila?

Sinônimos: nodo na axila, linfadenopatia axilar, dilatação de gânglio linfático axilar, abscesso axilar, linfadenopatia localizada, dilatação de gânglios linfáticos, axilares

Um nódulo (gânglio) na axila diz respeito à dilatação de um ou mais gânglios linfáticos sob o braço. Eles são pequenas glândulas, de forma oval, que se encontram por todo o corpo e desempenham um papel importante no sistema imunológico.

O nódulo varia muito de tamanho. Ele pode ser desde muito pequeno até muito grande e bastante visível.

Causas

Diversas causas podem levar ao surgimento de um nódulo na axila. Veja as principais:

Furunculose

A causa mais comum da formação de um nódulo nas axilas é a furunculose. Conhecido comumente como “íngua”. Esta íngua se deve a uma infecção de uma glândula produtora de suor, produzida quase sempre por um pelo inflamado. O suor não pode sair e as bactérias começam a se acumular no local. É dolorido e causa nódulos pequenos.

Em certos casos o nódulo desaparece sozinho, mas em certas pessoas, onde o pelo fica mais inflamado, é então necessário um tratamento adequado. O normal é receitar antibióticos. Mas, caso não se resolva, então é necessária uma pequena intervenção para retirar o cisto.

Existem pessoas que tendem a ter estes problemas mais frequentes que outras, e caso ocorreu uma vez com você, é provável que volte a aparecer. O recomendado é cuidar muito da depilação nessa área. É precisamente quando nos depilamos e quando o pelo volta a crescer que vem o perigo: o pelo pode ficar preso e originar um furúnculo. Tente lavar habitualmente a zona das axilas fazendo uma pequena esfoliação para que o poro se abra e o pelo cresça de modo normal. Tente também não utilizar desordens muito agressivos ou com muitos químicos, porque também podem danificar esta zona tão sensível.

Linfadenite

Uma inflamação no gânglio é conhecida como uma linfadenite. Como você já sabe, na axila estão distribuídos uma grande quantidade de vasos linfáticos e através deles a linfa se movimenta por toda a corrente sanguínea, limpando e filtrando. Lutando para combater infecções.

Mas em certos casos, quando estamos um pouco mais fracos ou quando algum tipo de vírus nos ataca, nossos gânglios podem inflamar e inchar. Daí o surgimento do nódulo nas axilas.

A linfadenite pode acontecer principalmente depois de infecções cutâneas ou outras infecções causadas por bactérias. A primeira coisa a fazer é realizar uma pequena análise desse líquido linfático para averiguar a causa da inflamação e indagar sobre o tipo de bactéria que a causou. Isto é feito com uma punção do próprio nódulo na axila. A zona é anestesiada e a punção não é dolorosa.

Quando os resultados saírem, o médico saberá a causa da inflamação e qual o tratamento a ser seguido para resolver o problema.

Linfomas

Quando um nódulo aparece na axila cabe uma pequena possibilidade de ser um gânglio inflamado, e que tal inflamação tenha como origem um linfoma. Dentro dos linfomas estão o “linfoma não-Hodgkin” e o “linfoma de Hodgkin”.

Estes quadros são um tipo de câncer. Tem tratamento e os tratamentos são sempre muito efetivos. A sobrevivência do linfoma não-Hodgkin é de 90% e do linfoma de Hodgkin de 70%. Este tipo de linfoma tem sua origem em um tipo de glóbulos brancos chamados linfócitos B ou células B, e é deste modo que é estabelecida qual tipo de doença você sofre.

É um câncer que requer várias sessões de quimioterapia, mas cada pessoa é única e nem todos requerem o mesmo número de sessões e podem se recuperar muito antes.

Normalmente os linfomas associam-se com casos de febre, problemas de sono e muita transpiração durante a noite, além de perda de peso.

Portanto, para não ter dúvidas do seu diagnóstico é mais seguro ir ao médico. E não se preocupe, na maioria dos casos é um simples cisto originado de um furúnculo.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Seja qual for a causa do surgimento de um nódulo na axila, este deve ser analisado por um médico. Lembre-se que as causas variam muito – pode ser algo simples, como pode ser um sinal de algum problema de saúde mais grave.

Procure ajuda médica principalmente se o nódulo aumentar de tamanho e estiver sensível, dolorido ou provocar coceiras.

Na consulta médica

Entre as especialidades que podem diagnosticar e tratar um nódulo na axila estão:

  • Clínica médica
  • Endocrinologia
  • Dermatologia
  • Pediatria
  • Hematologia
  • Infectologia
  • Imunologia

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando o nódulo na axila surgiu?
  • Ele aumentou de tamanho com o tempo?
  • Você já teve algum nódulo na axila antes?
  • Ele veio acompanhado de outros sintomas, como dor?