Amizade cura doenças e afasta os vícios para longe

Ela incentiva a largar o cigarro, ajuda a emagrecer e até afasta o estresse

POR GABRIELA PIO ATUALIZADO EM 10/11/2009

Você nunca gostou de esportes. Mas, começando a trabalhar com pessoas que fazem exercícios, sente um desejo súbito de experimentar. Até o cigarro, que provocava sua força de vontade, passou a ficar de lado depois que você começou a participar de uma turma mais saudável. Mágica? Não, ciência pura, conforme comprovam as pesquisas, incluindo um estudo recente realizado em Harvard, uma das mais prestigiosas universidades de todo o mundo.

No levantamento, os especialistas descobriram que a amizade é um antídoto e tanto contra qualquer nível de desmotivação. Mesmo uma pessoa que tenha extrema aversão a acordar cedo, por exemplo, pode fazer o sacrifício e ainda gostar! de sair da cama com o canto do galo se conviver com pessoas que fazem o mesmo.

Amizade - Foto: Getty Images
Amizade

"Quando sentimos afinidade por alguém, naturalmente queremos imitar os hábitos daquela pessoa. É uma maneira de ser aceito pelo grupo e de mostrar cumplicidade", afirma a psicóloga Marina Vasconcellos. As pessoas ao redor, portanto, têm papel decisivo nas suas escolhas (ainda que isso passe despercebido no dia a dia). Quando você participa de grupos de apoio ou conhece pessoas com uma doença parecida à sua, por exemplo, as chances de retomar a saúde aumentam, porque a rotina dispensa os hábitos que seguem na contramão do tratamento em favor de outros, que contribuem para o reforço da imunidade.

Círculo virtuoso
Os amigos também podem auxiliar na superação de problemas, dando força na hora do desespero. Isso acontece na ocasião em que falta incentivo ou quando a encrenca aparenta ser tão grande que nenhuma saída surge à vista. "O acolhimento que os amigos oferecem dão força para resolver as dificuldades, ainda que elas pareçam insolúveis", diz a especialista. As mulheres, famosas por dividirem problemas e novidades com as amigas, não à toa comportam-se com mais calma em momentos de tensão. 

A amizade é um antídoto e tanto contra qualquer nível de desmotivação

E o efeito não vem apenas do apoio em si, mas dos efeitos dele. Quando convive com pessoas otimistas, as chances de que você também dê muito mais risadas crescem em até 60%, ainda de acordo com a pesquisa de Harvard. Se a atitude positiva não tem poder de diminuir os problemas, pelo menos impede que eles prejudiquem a sua saúde, agravando quadros de estresse e de doenças cardiovasculares. Mas é preciso ficar atento: do mesmo jeito que o sorriso é contagiante, o mau humor também se espalha feito poeira.

Para se prevenir, não tem outro jeito a não ser ficar atento. Claro que virar as costas quando alguém querido precisa de ajuda está longe de ser uma atitude louvável. Mas, caso se contamine pelo baixo astral, a situação só vai piorar. "A solução, quando isso acontece, é oferecer alternativas que ajudem o seu amigo a superar os problemas e notar como ele reage. Se sentir que há empenho em ir adiante, persista. Do contrário, vale se afastar para que as dores de cabeça dele não comecem a latejar na sua testa também", afirma psicóloga.

O comportamento, que até pode soar egoísta numa primeira análise, não tem nada disso. Ao contrário, trata-se de uma semente de bem-estar: mantendo a serenidade e uma postura de satisfação, você atrai mais gente parecida e, como numa corrente, todos conseguem afastar para longe a maré de problemas que afeta um dos integrantes da turma. 

Esse mecanismo, aliás, explica o sucesso das comunidades da internet. Nelas, desconhecidos reúnem-se e passam a trocar confidências e palavras de estímulo em favor de objetivos comuns. É o caso dos assinantes do Dieta e Saúde, programa alimentar do MinhaVida. "Eles criam blog e trocam dicas, tirando o peso que a dieta apresenta para muitas pessoas. A rede de relacionamentos criada favorece a cumplicidade e acaba com a solidão, melhorando a autoestima e dando força para que cada um alcance a meta que traçou a si mesmo", afirma a nutricionista Roberta Stella, responsável pelo programa. 

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não