Corte sete maus hábitos e dê o exemplo aos seus filhos

Pais que cuidam da saúde podem influenciar as crianças a fazer o mesmo

POR CAROLINA SERPEJANTE - PUBLICADO EM 21/03/2012

A fascinação das crianças pela novidade e por aprender alguma coisa diferente todos os dias deixa os adultos de cabelo em pé - muitas vezes, eles não sabem como responder uma pergunta ou se pegam arrependidos por terem agido mal, e servido de exemplo, em situações específicas.

"A influência dos pais sobre o comportamento dos filhos é bem marcante até os doze anos de idade. Conforme a adolescência se aproxima, há uma tendência de contrariar os pais", afirma o psicólogo Felipe Pena, da Universidade Federal Fluminense. O período é suficiente para deixar marcas positivas na formação da criança, portanto corte os maus hábitos e incentive seus filhos a terem uma vida mais saudável o quanto antes:

Falar palavrão

Xingar é um fenômeno comum na fala de muitos adultos diariamente, e esse hábito está sendo passado para as crianças. Uma pesquisa feita pela Massachusetts College of Liberal Arts afirma que, a partir dos três anos de idade, seu filho já é capaz de repetir o que ouve - incluindo as palavras que você usa para extravasar a raiva.

Pais que proíbem o uso de palavrão, mas quebram as próprias regras, acabam incentivando os filhos a usarem essa linguagem. De acordo com pesquisadores, quando adulto não consegue seguir as normas que ele mesmo impõe, acaba enviando uma mensagem confusa aos filhos, que adotam o comportamento dos pais como correto.

O psicólogo Felipe Pena, da Universidade Federal Fluminense, ainda lembra que a influência do meio também interfere no comportamento infantil. "Por isso, é importante monitorar os programas a que seu filho assiste e o comportamento dos coleguinhas. Se a criança escorregar na linguagem, avise na mesma hora que esse tipo de palavra deve ser evitado", diz.