publicidade

Teste de gravidez: como funciona o teste da farmácia

Entenda qual a melhor urina do dia para o teste e que significa quando a segunda risca sai borrada

POR NATHALIE AYRES - atualizado em 05/09/2014


Quando uma mulher desconfia de que está grávida, existem várias questões em jogo: expectativas, vontade de manter o assunto primeiramente em privacidade, medos... Nesses casos, é muito comum a mulher, antes mesmo de ir ao médico, comprar um teste de farmácia. "O teste de farmácia é a forma mais rápida e prática de investigação da gravidez nos dias atuais pode sim ser o primeiro passo da mulher", afirma a ginecologista e obstetra Maíra Ramalho Rola, membro da diretoria da Associação de Ginecologia e Obstetrícia do Rio de Janeiro (SGORJ).

Mas muitas vezes algumas dúvidas surgem ao fazer o teste sozinha. Por isso mesmo, conversamos com especialistas para entender melhor como funciona o teste de gravidez de farmácia e responder as principais questões. Confira:

de 9

Teste de gravidez de farmácia - Foto: Getty Images

Qual o grau de precisão do teste de gravidez?

Os laboratórios normalmente atribuem de 95 a 99% de eficácia ao teste. "Mas alguns cuidados, como fazer no dia certo, verificar o prazo de validade e seguir o passo a passo indicado na bula, são imprescindíveis para obter resultados mais confiáveis", ensina o ginecologista e obstetra Marcio Coslovsky, diretor médico da Primordia Medicina Reprodutiva. 

Mulher em consulta com ginecologista - Foto: Getty Images

O teste de farmácia substitui o exame de sangue?

Os testes de gravidez funcionam verificando a presença ou ausência do hormônio beta-HCG. "Esse hormônio é produzido a partir da implantação do óvulo, confirmando a gestação", explica a ginecologista e obstetra Maíra Ramalho Rola, membro da diretoria da Associação de Ginecologia e Obstetrícia do Rio de Janeiro (SGORJ).

Mas enquanto o teste de farmácia faz essa verificação na urina, o exame de sangue confere as quantidades no sangue, o que dá mais informações importantes ao médico. "No exame de sangue a presença do hormônio pode ser medida de forma qualitativa (dando positivo ou negativo como o teste de farmácia) ou quantitativa, o que define a quantidade hormonal, um dado importante para o acompanhamento médico e que consegue orientar o momento ideal para a realização da ultrassonografia", considera a especialista. Por isso mesmo, caso você descubra que está grávida por esse teste de farmácia, o ideal é consultar seu ginecologista e fazer o teste de sangue, para dar início ao pré-natal

Calendário com dia marcado - Foto: Getty Images

Quando o teste deve ser feito?

Para o teste de farmácia funcionar, ele precisa ser feito em um período certo! O hormônio beta-HCG é produzido após a nidação, ou seja, a implantação do ovo (óvulo fecundado) na parede uterina. Isso acontece cerca de 7 a 10 dias após a ovulação, ou 5 dias antes do começo da menstruação. O problema é que nesses primeiros dias, a concentração do hormônio está muito baixa para ser detectada pela urina, enquanto no sangue ela já se torna presente. "Por isso, enquanto o exame de sangue percebe a gravidez antes mesmo do atraso menstrual, o exame de urina só faz isso em 2 a 5 dias de atraso", compara a ginecologista Maíra.

Porém, alguns exames conseguem ser mais sensíveis, e captar o beta-HCG mesmo em baixas concentrações, por isso alguns testes atestam que podem ser feitos antes do atraso. Por isso mesmo o teste de farmácia pode dar um "falso negativo". "Os testes podem ser realizados conforme a orientação do fabricante, porém o organismo humano pode apresentar variações em seu funcionamento", explica a especialista. Isso normalmente acontece quando a mulher faz o teste muito precocemente. Por isso mesmo, se você fez o teste antes do atraso menstrual ou mesmo um ou dois dias depois e ele deu negativo, faça o teste novamente cinco dias após o atraso. Caso o teste persista dando negativo e sua menstruação não venha, o ideal é procurar um ginecologista.

E para as mulheres que não tem ciclos menstruais regulares, o mais interessante é fazer a conta baseada na duração do ciclo mais longo. "Por exemplo, se o período entre as menstruações varia de 25 a 35 dias, dependendo do mês, a paciente deve considerar atraso se não menstruar após 35 dias da última menstruação", explica Maíra. Caso você não saiba muito bem o período máximo de atraso, o ideal é consultar um ginecologista. 

Pílula anticoncepcional - Foto: Getty Images

Usar algum método anticoncepcional altera o resultado do teste?

O uso de anticoncepcionais não altera o resultado do teste, não se preocupe. "Analgésicos e antibióticos não afetam o resultado do exame de farmácia", reforça a ginecologista Maíra. Mas a especialista orienta que algumas medicações para infertilidade podem conter beta-HCG, e por isso mesmo elas devem ser utilizadas sob orientação médica. 

Absorvente interno - Foto: Getty Images

Posso fazer o teste mesmo se houver tido um sangramento no mês?

É comum ter um pequeno sangramento durante a gravidez, que pode ser confundido com a menstruação. "Sangramento vaginal irregular pode realmente ser confundido com menstruação. Em geral costuma ser em menor intensidade, porém não há uma regra e muitas vezes não é possível fazer essa diferenciação", explica Maíra. Mas, se você não tem certeza se o sangue que "desceu" é mesmo sua menstruação, isso não impede a confiabilidade do teste. 

Moça olhando para o teste de gravidez - Foto: Getty Images

Como saber que o teste que comprei é bom?

Alguns testes de farmácia podem ser hipersensíveis ao hormônio beta-HCG, enquanto outros não são tanto. De modo geral, para ter certeza de que seu teste é bom, existem fatores que você deve levar em conta que vão além do preço, como o estado da embalagem e as condições de armazenamento do produto, assim como a data de validade. "Uma boa opção é escolher por testes que tenham o selo de qualidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA)", considera a especialista Maíra. 

Mulher com relógio de parede em frente ao rosto - Foto: Getty Images

Tem um momento certo do dia para fazer o teste?

Atualmente, os testes modernos podem ser feitos em qualquer momento do dia, garante o ginecologista Marcio Coslovsky. Porém, muitas vezes a primeira urina da manhã ou aquela feita com um intervalo de quatro horas antes da anterior terá uma maior concentração do hormônio beta-HCG, portanto podem ser melhores alternativas. 

Teste de gravidez na pia do banheiro - Foto: Getty Images

Qual é a quantidade ideal de urina para ser usada nesse teste?

Na verdade isso depende do teste. "Alguns testes indicam que a paciente urine diretamente sobre a fita, outros contem um recipiente em que deve ser coletada a urina e mergulhada a fita dentro. Deve-se ler com atenção e seguir as instruções da bula do produto adquirido", explica a ginecologista Maíra. 

Teste de gravidez - Foto: Getty Images

O que significa quando a segunda risca sai borrada?

Os resultados do exame são: uma risca é negativo e duas riscas é positivo. Se a segunda risca aparece borrada, ainda é um sinal do que o exame deu positivo! Ela pode sair pouco firme devido a uma quantidade menor de hormônio beta-HCG, então o ideal é repetir o exame. "No caso de dúvida, a paciente pode aguardar alguns dias para repetir o teste ou realizar um exame de sangue (beta-HCG)", explica Maíra Ramalho Rola. 

ver texto completo


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Mais sobre:

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X