PUBLICIDADE

Ver televisão antes de dormir pode interferir no sono das crianças

Estudo diz que comportamento agressivo e apatia são sintomas da falta de descanso

Pesquisadores da University of Auckland, na Nova Zelândia, em parceria com a University of South Australia e a Flinders University, ambas na Austrália, descobriram que quanto mais tempo a criança passa assistindo televisão antes de dormir, menos horas ela dorme e mais ela sofrerá com os impactos da falta de sono. Os resultados foram publicados na edição de fevereiro do Pediatrics.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para chegar a essa conclusão, os autores analisaram as atividades realizadas por mais de duas mil crianças nos 90 minutos que antecediam o horário de dormir. Eles também verificaram como esse tempo influenciava o adormecer. As crianças e adolescentes tinham idades entre cinco e 24 anos e todas moravam na Nova Zelândia.

O objetivo era verificar como as crianças gastavam o seu tempo à noite, incluindo alimentação, preparação para dormir, leitura ou realização dos deveres de casa e tempo assistindo televisão, jogando videogames, ouvindo música e realizando outras atividades. Os cientistas descobriram que, entre todas as crianças da amostra, a atividade que mais tomava tempo à noite era assistir televisão antes de dormir. O tempo gasto na atividade variava entre 30 e 90 minutos todas as noites. Como consequência, o início do sono das crianças que assistiam mais TV era adiado em até 13 minutos, se comparado com o tempo de início do sono dos pequenos que viam menos televisão. Parece pouco tempo, mas faz a diferença na qualidade do descanso.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os especialistas afirmam que quanto menos tempo em frente à televisão, mais rapidamente a criança cai no sono e completa uma noite bem dormida, fator essencial para o seu desenvolvimento. Algumas consequências da falta de sono são falta de atenção durante o dia, agressividade e alterações de humor.

Aprenda a deixar a criança na cama sem arruaça na hora de dormir

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

As crianças sentem muito mais sono que os adultos e precisam de noites bem dormidas para garantir um bom desenvolvimento, afirma a psicoterapeuta Evelyn Vinocur, que apontou diversos fatores que prejudicam o descanso infantil, mostrando que os pais podem sim reverter essa situação. A especialista explica que o problema para essa aparente falta de sono está, muitas vezes, nos próprios adultos, que oferecem doses extras de energia para a criançada minutos antes da hora de dormir. Para evitar esses errinhos, confira as dicas da psicoterapeuta.

Horário

Horário - Getty Images
Horário - Getty Images

Usar o relógio como guia pode ajudar seu filho a ir para cama sem problemas. Quando a criança entende que ela tem hora pré-definida para dormir, ela naturalmente programa melhor o seu tempo e passa a dividir as suas tarefas dentro do período em que, certamente, fica acordada. Isso torna seu filho uma pessoa mais organizada e com melhor desempenho durante o dia. Quando ela aprende que existe um determinado horário para dormir, as desculpas acabam desaparecendo e o próprio organismo se adapta, fazendo com sono chegue no momento certo.

Brincadeiras

Brincadeiras - Getty Images
Brincadeiras - Getty Images

As brincadeiras são sempre bem-vindas, apostar nas mais leves ao final da tarde é perfeito, principalmente as que estimulem o sono, como jogos de carta. Já as atividades muito intensas e motivantes não devem ser praticadas muito próximas da hora de dormir, pois costumam tirar o sono da criança, a exemplo de videogames, internet, brincadeiras de correr e danças com músicas eletrizantes.

Companhia para os bocejos

Companhia para os bocejos - Getty Images
Companhia para os bocejos - Getty Images

Escolher um objeto que funcione como aviso da hora de dormir é uma ótima escolha. Travesseiros, fraldas e brinquedos ajudam a criançada a entender que é hora de pegar no sono. Existe criança que faz questão de dormir com seu boneco preferido ou um bichinho de pelúcia. Não faz mal algum, ao contrário afirma a especialista.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ritual

Ritual para dormir - Getty Images
Ritual para dormir - Getty Images

Tornar a hora do sono um ritual mostra que esse momento deve ser respeitado. Seguir algumas regrinhas diárias pode ajudar como: vestir o pijama, levá-la ao banheiro, contar uma história e fazer uma oração. A ordem dá segurança para a criança e livra os pais da correria e dos gritos pelo meio da casa.

Feche a porta

Feche a porta - Getty Images
Feche a porta - Getty Images

Depois de conversar com seu filho, é só desejar boa noite e sair do quarto. Ficar esperando ele fechar os olhos não vai adiantar, ao contrário. Vendo você tão pertinho, ele não vai se entregar ao sono, vai querer conversar e até mesmo brincar , diz Evelyn. Para que ele durma, você precisa deixá-lo sozinho. Explique que vai ficar no quarto ao lado e, se acontecer qualquer problema, ele só precisa chamar.

Não force

Não force - Getty Images
Não force - Getty Images

Enquanto os horários não forem seguidos, paciência. Se o pequeno não apresentar nenhum sinal de sonolência, não vai adiantar deixá-lo horas no quarto. Leve a criança para dormir somente quando o sono chegar. Ficar deitado e acordado na cama por muito tempo não ajuda na qualidade do sono afirma Evelyn.

Proteção

Proteção - Getty Images
Proteção - Getty Images

Se mesmo com todas essas dicas seu pequeno não conseguir pegar no sono, é hora de partir para boa e velha conversa. Sente ao lado dele na cama e tente entender a razão para o problema. O mais importante é passar proteção e segurança, já que a maioria dos casos está relacionada com o medo e não com falta de vontade de dormir.

Olho aberto

Olho aberto - Getty Images
Olho aberto - Getty Images

Noites mal dormidas podem causar problemas na vida das crianças, como fadiga, cansaço exagerado, tensão, irritabilidade, choro fácil, queda no rendimento escolar, ansiedade, sonolência diurna, dores musculares e retraimento social. Se notar esses sintomas, agende uma consulta com o pediatra ou com um psicólogo infantil.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Na cama dos pais, não!

Na cama dos pais, não - Getty Images
Na cama dos pais, não - Getty Images

Crianças que dormem com os pais podem apresentar vários problemas, como insegurança constante, ansiedade e problemas psicossomáticos. Sem esquecer a falta de privacidade que os pais acabam sofrendo e os abalos que isso pode causar na relação. Não proíba a criança de visitar sua cama, mas estabeleça limites e só permita que ela durma entre os pais em situações de emergência (como uma doença grave, que exija cuidados permanentes).