PUBLICIDADE

Cuidados com o recém-nascido: veja 7 dicas

Estes bebês ainda tem um sistema imunológico mais imaturo e pede atenção especial

Os bebês são considerados recém-nascidos até os 28 dias de vida, e neste período eles são mais frágeis porque, além de serem totalmente dependentes da mãe ou de um cuidador, seu sistema imunológico não apresenta ainda uma capacidade de defesa adequada, aumentando o risco de adquirir doenças.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Com isso, existem uma série de cuidados importantes que devem ser tomados nessa fase. Não sabe bem o que fazer? Veja a seguir:

1. Cordão umbilical

O cordão umbilical deve ser higienizado durante o banho como qualquer parte do corpo do bebê. Mas não se preocupe que movimentá-lo não causa dor alguma! Pelo menos três vezes ao dia, passe um cotonete embebido em álcool a 70% e limpe-o até que o coto vá ficando seco. Normalmente, após cerca de 7 a 10 dias, ele cairá.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2. Banho do recém-nascido

Geralmente o primeiro banho é na maternidade com ajuda da equipe de enfermagem. É importante evitar de retirar aquela gordura esbranquiçada (chamada vérnix), porque ela serve de proteção para a pele do bebê. A água deve ser morna (teste a temperatura com o dorso da mão).

Embrulhe o bebê em uma fralda de pano para que ele não se sinta desprotegido. Inicie lavando seu rosto, narinas, orelhas e couro cabeludo. Depois será a vez do restante do corpo. Utilize sempre produtos neutros e específicos para a pele do recém-nascido. Dê preferência para produtos sem perfume.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por fim, seque o bebê com suavidade, sem atritar sua pele.

3. Sono do recém-nascido

Os recém-nascidos dormem bastante. Chegam a dormir até 18 horas distribuídas ao longo do dia! Eles ainda não sabem diferenciar o dia da noite e costumam dormir após as mamadas. Alguns bebês, como os prematuros, são mais dorminhocos e são mais difíceis de serem acordados.

Durante o dia, mantenha a casa arejada, com iluminação natural e evite o silêncio forçado! O bebê precisa perceber que é dia e as atividades são mais movimentadas nesse período. À noite, deixe a casa menos agitada, evite manter luzes artificias no quarto do bebê. Desse modo, logo ele irá começar a diferenciar o dia da noite!

4. Moleira protegida

As pessoas têm muito medo da moleira do bebê, mas não há motivo. Temos que proteger a moleira como qualquer outra parte do corpo do bebê! É somente uma região da cabeça que, em poucos meses, estará coberta e protegida pelo crânio em crescimento.

5. Gases no recém-nascido

Os gases são muito comuns em recém-nascidos, principalmente se a posição para amamentar facilitar a ingestão de ar. Outros agravantes são a utilização de mamadeira e o bebê engolir muito ar enquanto chora.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para evitar este incômodo é importante evitar ao máximo o uso de mamadeiras e chupetas, estar atenta à técnica adequada para o bebê mamar ao seio materno, já que a "pega correta" evita a ingestão de ar. Não há evidências científicas que comprovem que a alimentação materna aumenta a produção de gases no bebê.

6. Amamentação de livre demanda

Nestes primeiros 28 dias de vida, o bebê pode e deve mamar quando quiser. É indicado a amamentação em livre demanda para todos os bebês de forma exclusiva até 6 meses de vida!

7. Furinho na orelha

Muitos pais gostam de furar a orelha do bebê logo cedo, mas o ideal seria aguardar o bebê tomar as primeiras vacinas, o que ocorre somente aos 2 meses.