Abscesso

Visão Geral

O que é Abscesso?

Um abscesso é um acúmulo de pele, de coloração que varia do rosa ao vermelho escuro. Abcessos são frequentemente fáceis de sentir ao toque. Dentro de um abcesso há pus e detritos.

Doloroso e quente ao toque, o abscesso podem aparecer em qualquer lugar de seu corpo. Os locais mais comuns são em suas axilas, áreas ao redor do ânus e da vagina, base da espinha dorsal (abscesso pilonidal), em torno de um dente (abcesso dentário) e na virilha. A inflamação em torno de um folículo pode levar à formação de um abcesso, que é chamado de furúnculo.

Ao contrário de outras infecções, os antibióticos não costumam curar um abscesso. Em geral um abscesso deve ser aberto e drenado para que melhore. Às vezes ocorre drenagem por conta própria, mas geralmente ele deve ser aberto por um médico ou médica em um procedimento chamado de incisão e drenagem.

Causas

Os abscessos são causados por uma obstrução das glândulas sebáceas ou glândulas sudoríparas, inflamação dos folículos pilosos ou pequenas interrupções e perfurações da pele. Micro-organismo podem infectar essas glândulas, o que provoca uma resposta inflamatória do organismo, a fim de matar esses germes.

Dentro do abcesso há células mortas, bactérias e outros detritos. Esta área começa a crescer, criando uma tensão sob a pele e inflamação dos tecidos circundantes.

Fatores de risco

Pessoas com sistema imunológico debilitado podem ter abscessos com mais frequência. Aqueles com qualquer uma das seguintes condições estão em maior risco de ter abscessos mais graves, uma vez que o corpo tem uma capacidade diminuída de evitar infecções:

Outros fatores de risco para abscesso incluem a exposição a ambientes sujos, exposição a pessoas com certos tipos de infecções de pele, falta de higiene e má circulação.

Sintomas

Sintomas de Abscesso

Na maioria das vezes, um abscesso torna-se uma massa dolorosa, vermelha e quente ao toque.

Conforme o abscesso progride, ele pode formar uma “ponta” e, em seguida, sofrer uma ruptura espontânea.

A maioria dos abscessos vai continuar a piorar sem cuidados. A infecção pode se espalhar para os tecidos sob a pele e até mesmo para a corrente sanguínea.

Se a infecção se espalha para o tecido mais profundo, você pode desenvolver febre e começam a se sentir mal.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Marque uma consulta médica se alguma das seguintes situações ocorrer:

  • Você tem uma ferida maior do que 1 cm de diâmetro
  • A ferida continua a aumentar ou se torna mais dolorosa
  • A ferida está em ou perto de sua área retal ou na virilha
  • Você tem uma febre de 38,61°C ou superior
  • Você tem uma raia vermelha saindo de perto do abscesso
  • Você tem alguma das condições listadas acima.

Procure o departamento de emergência de um hospital se alguma destas condições ocorrer com um abcesso:

  • Febre de 39°C ou superior, especialmente se você tiver uma doença crônica ou está fazendo terapia com esteroides, quimioterapia ou diálise
  • Seus gânglios linfáticos estão inchados, e não necessariamente aqueles próximos ao abscesso
  • Qualquer abscesso facial maior do que 1 cm de diâmetro.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar abscesso são:

  • Clínico geral
  • Dermatologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas começaram?
  • O que, se alguma coisa, parece melhorar o sintoma?
  • O que, se alguma coisa, parece piorar o sintoma?
  • Você faz quimioterapia ou tratamento com corticosteroides?
  • Você fez ou faz diálise?
  • Você tem outras condições agudas ou crônicas?
  • Quais medicamentos e suplementos você toma?
  • Você tem alguma alergia?
  • Você teve febre?

Diagnóstico de Abscesso

O médico ou médica irá pedir informações sobre seu histórico médico e irá examinar o abscesso, bem como as áreas circunvizinhas. Se for perto de seu ânus, será feito um exame retal. Se um braço ou perna está envolvido, o médico ou médica pode sentir um gânglio linfático na virilha ou debaixo do braço.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Abscesso

Se o abscesso é pequeno (menos de 1 cm), a aplicação de compressas quentes sobre a área por cerca de 30 minutos quatro vezes ao dia pode ajudar. Não tente drenar o abscesso pressionando-o. Isso pode empurrar o material infectado para os tecidos mais profundos. Não enfiar uma agulha ou outro instrumento pontiagudo no centro do abscesso, porque você pode ferir um vaso sanguíneo subjacente ou fazer com que a infecção se espalhe.

O médico ou médica pode abrir e drenar o abscesso. A área ao redor do abscesso será anestesiada com medicação. Dependendo do local e tamanho do abscesso, você pode ser dado algum tipo de sedativo. A área será coberta com uma solução antisséptica e será feito um corte para abrir o abscesso e drenar todo o pus e os detritos.

Uma vez que a ferida tenha escorrido, o médico irá inserir alguma bandagem dentro da cavidade restante para minimizar qualquer sangramento e mantê-lo aberto por um dia ou dois. Um curativo será colocado sobre a bandagem, e você receberá instruções sobre os cuidados em casa.

A maioria das pessoas se sente melhor imediatamente após o abscesso ser drenado. Se você ainda estiver sentindo dor, o médico pode prescrever analgésicos para uso doméstico nos próximos um ou dois dias.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Siga atentamente as instruções médicas. Caso o abscesso tenha sido drenado, você pode retirar o curativo em casa, conforme orientação. Certifique-se de manter todas as consultas de acompanhamento. Comunique o médico ou médica imediatamente se houver febre, vermelhidão, inchaço ou aumento da dor.

Prevenção

Prevenção

  • Mantenha a higiene pessoal, lavando a pele com água e sabão regularmente
  • Tome os cuidados necessários ao depilar as axilas ou região pubiana.

Procure ajuda médica para quaisquer feridas, especialmente se:

  • Você acha que pode haver detritos na ferida
  • Você tem uma das doenças listadas
  • Você está fazendo tratamento com esteroides ou quimioterapia.

Fontes e referências

  • University of Maryland Medical Center
  • Manual Merck
  • Mayo Clinic
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não