Doppler Vascular no diagnóstico de varizes dos membros inferiores

Exame é fundamental para diabéticos, fumantes ou portadores de problemas vasculares

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 11/09/2009

Até pouco tempo, o diagnóstico e a conduta no tratamento das varizes dos membros inferiores eram feitos por cirurgiões vasculares e angiologistas, quase que exclusivamente pelo exame clínico e algumas manobras clínicas específicas. Os exames e estas manobras poderiam sugerir se as varizes seriam primárias ou secundárias, por exemplo, de uma trombose do sistema venoso profundo, o que modificaria o tratamento das mesmas. Para esclarecer esta dúvida o exame utilizado era a flebografia do membro, que é a injeção de contraste radiopaco numa veia do pé, e radiografias seriadas das pernas e coxas, na qual seriam evidenciadas as veias do sistema venoso profundo demonstrando lesão ou não destas veias.

Há alguns anos surgiu o exame Doppler Vascular ou Ultrassom Doppler do sistema circulatório dos membros inferiores. Este exame baseia-se no efeito Doppler obtido pela circulação sanguínea nos vasos dos membros inferiores, mostrados pelo ultrassom. O austríaco, Christian J. Doppler, um dos mais importantes físicos da história da humanidade, desenvolveu estudos sobre a relação entre as frequências sonoras e suas velocidades relativas: o depois chamado de Efeito Doppler, método usado nos mais diversos campos da ciência e da medicina. O Doppler Vascular hoje é considerado uma ferramenta importantíssima para diagnóstico de diversas doenças. 

Este exame é fundamental principalmente para os pacientes diabéticos, fumantes ou portadores de vasculopatias, além de ser indolor. O equipamento é portátil e pode ser utilizado de maneira repetitiva, pois não causa nenhum transtorno ao paciente, podendo inclusive ser usado em mulheres grávidas.

Este método veio revolucionar o diagnóstico das varizes, pois somente com um exame não invasivo, de fácil realização, em aparelho de baixo custo e rápido pode-se "visualizar" o sistema venoso profundo e superficial do membro em tempo real e com alta eficácia de diagnóstico.

O Doppler Vascular tornou-se tão útil que, na prática, não se indica mais cirurgia de varizes sem a sua prévia realização, pois com este método podemos não só mapear as veias varicosas visíveis, mas também as veias que não se evidenciam a olho nu e mesmo a localização das veias perfurantes, que serão ligadas na cirurgia. Na prática o aparelho pode ser utilizado até no intraoperatório para visualizar varizes e localização de cateteres em cirurgia endovascular e a laser.  

O médico ainda pode sentir a necessidade de complementar o exame de Doppler Vascular com o Eco Collor Doppler, método que completa o diagnóstico não apenas com sons, mas com fotos dos registros ultrassonográficos.

Com estes avanços no diagnóstico em varizes dos membros inferiores, houve um grande aumento na precisão e acurácia no tratamento e na diminuição de recidiva da doença.

Espero, com este artigo, promover um melhor entendimento da patologia das varizes dos membros inferiores.  

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não