publicidade

Como ajudar quem sofre de desmaios?

Saber identificar alguns sintomas pode evitar problemas futuros

Por Especialista - atualizado em 24/01/2014


Desmaio é o momento em que uma pessoa perde a consciência. Existem muitas causas para desmaios, sendo que os efeitos vão desde o estresse emocional causado pela situação até morte súbita. Síncope é um tipo especial de desmaio na verdade, o tipo mais comum, onde a pessoa acorda rápido geralmente em alguns segundos podendo durar minutos.

Desmaios podem ser mais demorados, em especial se a causa for neurológica, como acidentes vasculares cerebrais- ou AVC- e convulsões. A história de como aconteceu o desmaio geralmente é melhor informada pelos acompanhantes do que pelo próprio paciente, e não raro fornece dados que permitem acertar o diagnóstico em grande parte dos casos ainda no primeiro contato. 

Quando a pessoa desmaia pela primeira vez, é necessário visita a serviço de emergência para avaliação. Alguns dados são fundamentais para facilitar o atendimento no pronto socorro. Ao levar uma pessoa que perdeu a consciência ao hospital, tente lembrar desses fatos e avisar ao médico: 

"Tomar muitos líquidos e fazer certos exercícios ajudam a prevenir o tipo mais comum de desmaio"
  • Quanto tempo durou o desmaio.
  • O estado em que o paciente acordou (confuso, com algum membro fraco ou dormência localizada, tinha urina ou fezes nas suas roupas, fez algum machucado.)
  • O que quem sofreu o desmaio estava fazendo antes de perder os sentidos. Alguns sintomas como palpitações, dor no peito, suor frio, se estava fazendo esforço ou parado.
  • Alguém viu paciente se debatendo desacordado.
  • Leve de casa a lista de remédios que a pessoa toma, já que alguns remédios em quantidades inadequadas podem ser os causadores do desmaio.
  • Aqui seguem alguns tipos de desmaios e como são tratados. É bom lembrar que o diagnóstico correto só pode ser garantido após avaliação de um médico.

Síndrome vaso-vagal

É de longe o tipo mais comum de desmaio. O quadro mais comum é o de mulheres que passaram muito tempo de pé, no ponto de ônibus por exemplo, debaixo de sol forte. Suor frio, mal estar, visão turva, palidez são sintomas que precedem a perda de sentido. Normalmente, poucos segundos depois de cair, a pessoa acorda como se não tivesse acontecido nada.

Isso acontece porque parte do sangue do corpo fica nas pernas quando estamos de pé. O cérebro entende que estamos desidratados ou sangrando e ocorre um reflexo que diminui a pressão. Quando o corpo toca o chão, o sangue que estava nas pernas volta a circular. Assim, a pessoa acorda. Apesar do susto, esse tipo de desmaio raramente causa danos físicos ao paciente. O tratamento para quem sofre com esse tipo de desmaio com frequencia costuma ser orientação a tomar mais líquidos e fazer alguns tipos de exercícios. Para casos como este raramente medicações são indicadas.  

Causas Cardíacas

Uma das causas mais perigosas de desmaio são as arritmias cardíacas. A perda de sentidos causada por arritmias pode ser um anúncio de problemas sérios que devem ser avaliados muito rápido, e a demora no atendimento pode levar ao óbito. Os pacientes com arritmias geralmente referem palpitações aceleradas ou dor no peito antes do desmaio. Ás vezes acontece um tipo de desmaio chamado "desliga-liga", onde o paciente não sente nenhum sinal de que vai desmaiar e acorda no chão. Dependendo do tipo de arritmia a forma de tratamento muda:

- Taquicardias: É quando o coração bate mais rápido do que deveria. Algumas delas são reversíveis, causadas por remédios ou problemas de tireóide, infarto do miocárdio ou doenças genéticas. É mais comum em pessoas que já têm problemas cardíacos(coração aumentado, sopros ou angina/infarto) ou em pessoas cujos pais ou tios já apresentaram problemas cardíacos. A maioria delas pode ser tratada com medicações ou procedimentos cirúrgicos.

- Bradicardias: É quando o coração atrasa algumas palpitações. O tratamento pode ser instalação de marca-passo. O marca-passo é um aparelho que fica embaixo da pele, com um ou mais fios que vão até o coração. Este "avisa" quando o coração tem de bater, caso ele fique muito lento, e libera uma descarga elétrica para haver uma contração dos músculos cardíacos. A instalação do marca-passo é feita em cerca de duas horas e o paciente pode receber alta no dia seguinte.


Causas neurológicas

Quando o paciente tem um quadro neurológico, as características mais comuns são a liberação espontânea de fezes e urina, convulsões e confusão após a retomada dos sentidos. Além disso, os desmaios causados por causas neurológicas normalmente são os mais longos, demorando mais do que cinco minutos. Uma das causas que mais preocupam os pacientes e os médicos é o AVC.

A pessoa que sofre um desmaio causado por esse problema acorda confusa, sonolenta e pode apresentar fraquezas em perna ou braço, ou fala arrastada. Mesmo que a pessoa volte ao normal em algumas horas, sempre é indicado procurar ajuda, já que um evento como esse serve de aviso para um problema mais grave.

Hoje o AVC pode ter um tratamento ótimo se a pessoa chegar no pronto socorro em até três horas após início dos sintomas. Alguns tipos de AVC podem receber medicações que restauram o fluxo sanguíneo na área em perigo e podem reverter até totalmente as sequelas. Por isso, se houver dúvida, corra até um pronto-socorro tão rápido quanto possível. Mesmo que essas informações possam ser úteis para um diagnóstico mais rápido e preciso, é importante lembrar que todo desmaio deve ser avaliado por um profissional.

Em caso de dúvidas quanto a seu tratamento e sua doença, tome a liberdade de conversar com seu médico, e ele o orientará sobre qual material ler e como funcionam seus remédios e sua doença. Só assim o tratamento pode ser eficaz, com conhecimento e disciplina.  



Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Mais sobre:

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X