PUBLICIDADE

Água promove faxina interna e mantém o equilíbrio do corpo

Frutas e vegetais também ajudam a matar a sede do organismo

Sabia que 70% do corpo humano é formado por água? No entanto, ao longo do dia, parte dela é eliminada por meio do suor ou da urina. Exatamente por esse motivo que, para manter a saúde em dia, é preciso caprichar na ingestão de líquidos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Quando não nos hidratamos corretamente, substâncias tóxicas e prejudiciais ficam retidas no organismo, abrindo caminho para o aparecimento de algumas doenças", explica a nutricionista Márcia Curzio.

A desidratação pode comprometer diversas atividades metabólicas vitais, entre elas o transporte de nutrientes pelo sangue, o bom funcionamento dos rins, intestinos, além da produção de hormônios e enzimas. "Todas essas reações só podem ocorrer em meio aquoso", esclarece Solange Saavedra, gerente técnica do Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região (CRN3).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

É importante repor o líquido que perdemos
É preciso caprichar na ingestão de líquidos

"Uma reposição hídrica adequada é vital para o bom funcionamento orgânico. Calcula-se que um adulto deveria ingerir algo em torno de 2 litros de água por dia", complementa Solange. As crianças devem beber entre 500 mililitros a 1 litro. Mas como se chegou a esse número? Simples: descobriu-se que, em média, o corpo consome essa quantidade de água em funções básicas, como respiração e digestão. Portanto, nada mais natural do que fazer a reposição exata do que perdemos.

Porém, antes de agendar visitas descontroladas ao bebedouro mais próximo, lembre-se que este consumo não se restringe a grandes goles de água. Alimentos ricos no elemento, como frutas e vegetais, são uma forma indireta, mas igualmente eficaz, de matar a sede do corpo. Sucos naturais e a velha e boa água de côco também são excelentes fontes, já que nos abastecem de vitaminas e minerais importantes para manutenção do equilíbrio corporal.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Um simples copo de água é capaz de fornecer elementos importantes como o cálcio, que funciona como tranquilizante natural e tem a capacidade de fortalecer ossos e dentes, indispensável para a mulher durante e após a menopausa. Já o magnésio favorece a contração muscular, e o potássio age na prevenção de problemas estomacais e combate a fadiga.

Água é fundamental para quem pretende reduzir a quantidade de massa gorda

Frutas e vegetais também matam a sede do corpo

Antes de agendar visitas descontroladas ao bebedouro mais próximo, é bom lembrar que este consumo não se restringe a grandes goles de água. Alimentos ricos no elemento, como frutas e vegetais, são uma forma indireta, mas igualmente eficaz, de matar a sede do corpo. Sucos naturais e a velha e boa água de côco também são excelentes fontes, já que nos abastecem de vitaminas e minerais importantes para manutenção do equilíbrio corporal.

Um simples copo de água é capaz de fornecer elementos importantes como o cálcio, que funciona como tranquilizante natural e tem a capacidade de fortalecer ossos e dentes, indispensável para a mulher durante e após a menopausa. Já o magnésio favorece a contração muscular, e o potássio age na prevenção de problemas estomacais e combate a fadiga.

Sem uma hidratação adequada, o corpo retém líquido e não elimina o sódio, um dos principais responsáveis pelo aparecimento da celulite.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quem sofre com quilinhos extras tem motivos de sobra para reforçar a ingestão de água. Ela é fundamental para quem pretende reduzir a quantidade de massa gorda, ou seja, emagrecer. "A cada 500 g de gordura que o organismo metaboliza, são produzidos e despejados no organismo cerca 550 g de um mix de água e resíduos que tende a se acumular cada vez mais. Para que sejam eliminados, só há um meio: botar mais água para circular no corpo, o que proporciona uma espécie de faxina interna, garantindo o equilíbrio hídrico do organismo. Esse é nosso sistema de desintoxicação", explica a nutricionista Marcia Curzio.

Se as vantagens não são suficientes para te convencer a se hidratar melhor, então dê uma espiada na lista do prejuízo que se pode ter quando não estamos bem hidratados: pele ressecada, dor de cabeça, formação de cálculos (pedras) nos rins, pressão arterial alterada, problemas de circulação, deficiência na produção hormonal, irritabilidade e até insônia.

Para manter o corpo hidratado são necessários, no mínimo, 8 copos grandes de água por dia (cerca de 2 litros). E lembre-se: não espere sentir sede. Quando sentimos falta de água é sinal de que o organismo já está em processo de desidratação.