Consumo de álcool está ligado a 14 tipos de câncer

Efeitos nocivos da bebida alcoólica estão ligados a 4% das mortes no mundo

POR MINHA VIDA PUBLICADO EM 16/11/2011

 O consumo de álcool está ligado a aproximadamente 4% do total de mortes e é relacionado a 5% de todas as doenças no mundo, diz um estudo feito pela Nutritional and Molecular Epidemiology Unit at the Cancer Research and Prevention, na Itália. O estudo mostrou que as pessoas que sofrem com alcoolismo têm taxas significativamente mais altas de mortes por 14 tipos de câncer.

Para realizar o estudo, os cientistas reuniram dados sobre 2.272 alcoólatras (1.467 homens e 805 mulheres), predominantemente de meia-idade, que foram tratados de1985 a 2001. Segundo os autores da análise, as pessoas que consumiam álcool em grandes doses - mais de duas doses por dia- tinham maior risco de mortalidade por doenças específicas, tais como infecções, diabetes, doenças dos sistemas imunológico, nervoso, cardiovascular, respiratório e digestivo, se comparadas com as pessoas que não consumiam alcool.

Os resultados também mostraram que mulheres alcoolatras são mais propensas a se recuperar e diminuir o risco de morte do que os alcoolatras homens. Todos esses dados finais foram levaram em conta sexo, histórico familiar, idade e outros fatores que aumentariam o risco de morte.

Os cientistas afirmam que o álcool pode comprometer a estrutura e a funcionalidade de vários órgãos, comprometendo a prevenção do câncer e aumentando diretamente o risco de morte. Outros aspectos do estilo de vida dos alcoólatras ? como tabagismo e dieta desequilivrada - podem contribuir para esse padrão de alto risco.

Consumo de álcool e derrames

Além dos males causados pelo álcool em longo prazo, o consumo de bebida alcoólica causa efeitos nocivos imediatamente após a ingestão. O exagero no consumo de bebidas que contenham álcool como cerveja, vinho ou licor, pode dobrar o risco de derrame durante a primeira hora e continuar elevado depois de duas horas, de acordo com um estudo publicado no jornal Stroke. Os pesquisadores entrevistaram 390 pessoas três dias após elas terem um derrame.

O tipo mais comum de derrame, o acidente vascular cerebral (AVC), ocorreu quando o fluxo sanguíneo para o cérebro foi bloqueado por um coágulo. Pessoas que tiveram sua habilidade de falar prejudicada pelo derrame não foram incluídas nesse estudo. Durante a entrevista, 14 pessoas falaram que consumiram bebidas alcoólicas uma hora antes do derrame, 104 disseram que tinham bebido nas últimas 24 horas, e 248 disseram que tinham bebido no último ano.  

O risco de AVC foi duas vezes mais alto durante a primeira hora depois de consumir álcool e continuou 60% maior do que o normal na segunda hora. É considerado elevado o consumo acima de 500 mililitros de cerveja ou 100 mililitros de vinho por dia.

O resultado da pesquisa se manteve igual mesmo após os cientistas levarem em conta outros fatores que aumentam a chance de problemas vasculares como diabetes, obesidade ou maus hábitos alimentares. Estudos anteriores já mostraram que um consumo moderado de álcool, 500 mililitros de cerveja ou 100 mililitros de vinho por dia, pode ser benéfico para a saúde, diminuindo o risco do desenvolvimento de doenças do coração. 

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não