PUBLICIDADE

Estresse afeta saúde gastrointestinal e causa sintomas como azia e diarreia

Sentimento aumenta sensibilidade e secreção de suco gástrico

Dispepsia significa dificuldade de digestão e se refere a sintomas de gastrite, como sensação de dor ou queimação no estômago (azia), náuseas, sensação plenitude ou distensão abdominal. Dispepsia funcional é um termo utilizado para descrever o paciente que apresenta esses sintomas, mas sem alterações nos exames realizados na investigação. Ou seja, a pessoa apresenta esses sintomas mas não tem gastrite, parasitoses, doenças hepato-biliares ou outros problemas dessa natureza.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A dispepsia funcional está relacionada a alterações na motilidade gastrointestinal, hipersensibilidade visceral, exposição ao suco gástrico, intolerâncias alimentares, alterações psicossociais e infecções.

É importante comentar a relação entre o cérebro e o trato digestivo. Sabemos que a simples visão e o cheiro de comida é capaz de aumentar motilidade e secreção gástricas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Desta maneira, podemos compreender a relação entre ansiedade, estresse emocional e dispepsia. Nestas condições psicossociais, por efeito direto ou intermediado por hormônios, podemos perceber mudanças na secreção de suco gástrico, na regulação de fatores protetores da mucosa do estômago e na percepção dos estímulos sensoriais gástricos.

A motilidade gástrica pode ser alterada nestas situações e a complacência gástrica reduzida. Além disso, a secreção de suco gástrico pode estar aumentada em situações de estresse.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Pessoas submetidas a estresse emocional podem ter um aumento na sensibilidade gástrica de forma que um estímulo considerado normal passe a ser percebido como dor.

Por fim, devemos lembrar que os efeitos do estresse sobre os intestinos são importantes, podendo causar diarreia, constipação, flatulência, síndrome do intestino irritável e até mesmo reativação de doenças inflamatórias intestinais.