PUBLICIDADE

Protetor solar x acne: esclareça os principais mitos e verdades

Quem sofre com acne não precisa ter medo de se proteger do sol, basta escolher produtos adequados e usá-los corretamente

Por mais que se fale sobre a importância do protetor solar na prevenção de doenças como o câncer de pele e de prejuízos estéticos como manchas e rugas, há pessoas com acne que têm um pouco de medo de usá-lo. O maior receio delas é que o produto piore a oleosidade, as manchas e as espinhas que a doença costuma ocasionar.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mas ninguém está liberado da orientação da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) de usar diariamente um protetor solar com Fator de Proteção Solar (FPS) mínimo de 30 para barrar os raios UVB e proteger contra raios UVA, independentemente da condição da pele.

"O sol causa danos agudos e crônicos na pele. A radiação agride o DNA das células, que vão ficando com defeitos acumulados que, mais tarde, podem evoluir para rugas, manchas, flacidez e um câncer de pele, que é a principal preocupação", explica a biomédica esteta Natalie Lucasech. "O protetor solar precisa ser usado todos os dias, inclusive quando está frio, nublado ou chovendo, porque o sol e a radiação estão sempre lá, mesmo que não apareçam".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A seguir, Natalie e a dermatologista Anelise Ghideti, da AE Skin Center de São Paulo, esclarecem as seis principais dúvidas sobre a relação entre acne e protetores solares, indicando o que é mito e o que é verdade.

O protetor solar é capaz de causar acne em quem não a tenha

MITO. O protetor solar não aumenta a oleosidade nem causa acne, pois não possui ativos capazes de acelerar a produção das glândulas sebáceas ou de provocar quadros de acne.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Qualquer protetor solar pode piorar o quadro de acne já existente

MITO. Apenas os protetores em creme, por possuírem uma quantidade maior de óleo, podem ter efeito acnegênico. Os produtos em outros formatos não interferem no estado da acne. Essa crença vem do passado e ocorre, de acordo Anelise, porque os protetores solares antigos tinham uma textura muito pesada e acabavam deixando a pele mais oleosa, obstruindo a saída das glândulas sebáceas e piorando a acne.

Quem tem acne ou pele oleosa precisa usar tipos específicos de protetor solar

VERDADE. "Quem tem essas características deve procurar o dermatologista, que irá indicar o produto mais adequado para o seu tipo de pele. Já existem no mercado protetores que até auxiliam no tratamento e prevenção da acne", conta Anelise. Além disso, Natalie destaca que os protetores com fórmulas oil free, em gel, gel creme e fluido são os mais indicados para a pele oleosa, e que ativos como sílicas poliméricas são aliados no controle de brilho e oleosidade.

Expor a pele ao sol sem protetor solar ajuda a "secar" a acne e melhora a pele

MITO. A exposição ao sol sem protetor é perigosa e tende a ressecar a pele, promovendo apenas uma falsa sensação de melhora momentânea. Anelise alerta para o fato de que a radiação ultravioleta diminui a imunidade cutânea, o que posteriormente pode causar uma maior produção de sebo para recuperar a hidratação perdida e consequente piora das lesões de acne. "Esse tipo de exposição também pode piorar a formação de manchas nos locais dessas lesões, levando à chamada hipercromia pós-inflamatória", ressalta a dermatologista.

O protetor solar pode ser um aliado na melhora da pele com acne

VERDADE. Protetores solares oil free normalmente contêm substâncias que ajudam a controlar a oleosidade da pele ao longo do dia, o que é benéfico para quem tem acne. Além disso, os tratamentos contra acne costumam deixar a pele sensível, por serem feitos com medicamentos e dermocosméticos à base de algum tipo de ácido (retinoico, azelaico, salicílico, glicólico). "O uso desses produtos sem proteção pode causar queimaduras e manchas graves na pele. O protetor solar é indispensável para resguardá-la", diz Natalie.

Quem tem acne pode passar menos protetor solar e reaplicá-lo em intervalos maiores

MITO. Com acne ou sem acne, deve-se aplicar a quantidade de protetor solar indicada no Consenso Brasileiro de Fotoproteção da SBD:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

As reaplicações devem ser feitas de duas em duas horas ou em intervalos menores, caso a pessoa dê mergulho no mar ou na piscina ou apresente suor excessivo.