PUBLICIDADE

Demência vascular: sintomas e cuidados

Entenda se a doença tem cura e quais os principais sinais

A demência vascular ocorre quando o cérebro é danificado em decorrência de problemas cerebrovasculares ou cardiovasculares a ponto de causar uma demência. O evento vascular mais associado à demência é o AVC, que é a segunda causa mais frequente de síndrome demencial na população idosa, ficando atrás apenas do Alzheimer.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como toda síndrome demencial, a demência vascular gera uma instabilidade emocional e causa um declínio cognitivo grave o suficiente a ponto de comprometer a realização de tarefas simples.

As lesões vasculares isquêmicas - causadas por problemas da circulação do sangue para o cérebro - também estão entre as principais causas da demência vascular, os três tipos de lesões mais comuns são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fatores de risco

Os principais fatores de risco para causar uma demência vascular são semelhantes aos do AVC, tais como:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sintomas de demência vascular

Os sintomas geralmente têm início abrupto e progridem em "degraus", com pioras súbitas seguidas de períodos de estabilidade. O quadro clínico e sua intensidade dependem da extensão de sua lesão vascular cerebral. Os sintomas incluem:

Demência vascular tem cura?

As demências têm uma progressão inevitável e irreversível. Com o tempo, o paciente cria uma dependência total para realizar as atividades do dia a dia. Os pacientes nas fases mais avançadas acabam evoluindo para complicações clínicas decorrentes da imobilidade progressiva, como desnutrição, dificuldade para deglutir e infecções.

Abordagens paliativas devem ser sempre consideradas e discutidas com os familiares, evitando procedimentos invasivos e hospitalizações prolongadas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Não há como reverter os danos já realizados e a prevenção ainda não está bem elucidada. Porém existem evidências de benefícios relacionados aos hábitos de vida saudáveis, como dieta, atividade física regular e vida intelectual ativa, que colaboram no controle dos fatores de risco vasculares e impactam positivamente para saúde do coração.