Cisto pilonidal

Visão Geral

O que é Cisto pilonidal?

O cisto pilonidal, também chamado de abscesso pilonidal, é o nome dado aos cistos dermoides localizados na região sacral - abaixo da região lombar, onde se inicia o sulco entre as nádegas.

Esse é o tipo mais comum de cistos dermoides, que também podem surgir em outras partes do corpo, como pescoço, em torno das orelhas, nariz e olhos.

Sinônimos

Abscesso pilonidal, Fístula pilonidal, Doença pilonidal

Causas

Embora se chame “cisto”, não se trata de um cisto verdadeiro, e sim de um resquício embrionário de pele. Durante o desenvolvimento do embrião, ocorre a formação de excessos de pele (as chamadas “dobras”) que, com o tempo, são eliminados. Contudo, algumas dessas “dobras” podem ficar ocultas no interior da pele. Estas recebem o nome de fendas embrionárias e, nos casos em que são grandes o suficiente para inflamarem ou serem observadas a olho nu, são chamadas de cistos dermoides.

As causas de um cisto pilonidal ainda não estão claras. Acredita-se que seja causado pelo crescimento de pelos dentro da pele, na dobra entre as nádegas.

Fatores de risco

O cisto pilonidal é uma doença que afeta principalmente adolescentes e adultos jovens, com o pico de incidência após os 30 anos de idade. Pessoas do sexo masculino também são as principais afetadas pela doença, correspondendo a aproximadamente 80% dos casos.

Outros fatores de risco também são elencados pelos médicos como possíveis desencadeadores do cisto pilonidal. Veja:

Sintomas

Sintomas de Cisto pilonidal

Alguns casos são assintomáticos, mas apresentam um pequeno orifício na pele na região sacro, mais especificamente uns 5 cm acima do ânus.

Já os pacientes que manifestam sintomas apresentam dor nessa mesma região e podem apresentar outros sinais:

  • Inchaço
  • Vermelhidão na área afetada
  • Saída de pus pelo orifício
  • Presença de pelos no orifício.

Em alguns casos, devido à intensidade do processo inflamatório e da infecção, novos orifícios podem surgir na região sacro, facilitando a saída espontânea do pus.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Você deve buscar assistência médica se notar o surgimento dos sintomas descritos acima. Dependendo da gravidade e da intensidade das dores, você deve procurar um especialista imediatamente.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar um cisto pilonidal são:

  • Clínico geral
  • Ortopedia
  • Dermatologia
  • Proctologia

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quais foram os sintomas apresentados?
  • Qual a intensidade dos sintomas?
  • Os sintomas são frequentes ou ocasionais?
  • Você tomou alguma medida para aliviar os sintomas? E funcionou?
  • Você sente dores? Onde?

Diagnóstico de Cisto pilonidal

Para fazer o diagnóstico, o médico realizará um exame físico no paciente, seguido de uma série de perguntas para verificar se a causa para os sintomas está no histórico médico ou familiar do paciente.

O médico pode querer também realizar uma biópsia do cisto. No entanto, para isso, ele precisará removê-lo cirurgicamente primeiro.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Cisto pilonidal

O tratamento do cisto pilonidal é cirúrgico. Antibióticos ou medicamentos não são capazes de resolver o problema de forma definitiva. A cirurgia para retirada do cisto pilonidal é simples e o tempo de recuperação costuma ser rápido.

Se a doença não provocar sintomas, ela não precisará ser tratada.

Prevenção

Prevenção

Manter a região sacro limpa e seca e retirar os pelos regularmente pode ajudar a evitar a infecção.

Convivendo (prognóstico)

Expectativas

O tempo de recuperação pós-cirurgia de retirada do cisto é de aproximadamente cinco semanas. No entanto, o cisto pilonidal é passível de recorrência.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não