publicidade

O que é Déficit neurológico focal?

Sinônimos: Déficit neurológico - focal

O déficit neurológico focal é um problema com a função no nervo, na medula espinal ou no cérebro. Afeta uma região específica, como o lado esquerdo do rosto, braço direito, ou até mesmo uma área pequena como a língua. Problemas na fala, visão, e audição também são considerados déficits neurológicos focais.

Tipo, local e gravidade do problema podem indicar qual área do cérebro ou do sistema nervoso está afetada.

Por outro lado, um problema não-focal NÃO é específico em relação a uma determinada área do cérebro. Pode ser uma perda de consciência geral ou um problema emocional.

Considerações

Um problema neurológico focal pode afetar quaisquer dessas funções:

  • Entre as alterações nos movimentos estão a paralisia, enfraquecimento, perda do controle muscular, aumento no tônus muscular, perda do tônus muscular, ou movimentos que a pessoa não consegue controlar (movimentos involuntários, como um tremor)
  • Entre as alterações de sensações estão a parestesia (sensações anormais), falta ou diminuição na sensibilidade

Entre os outros exemplos de perda focal estão:

  • Síndrome de Horner: diminuição da pupila em um lado, pálpebra caída de um lado, falta de sudorese em um lado do rosto e afundamento de um dos olhos na cavidade orbitária
  • Não prestar atenção ao redor de uma pessoa ou uma parte do corpo (negligenciar)
  • Perda de coordenação ou perda docontrole motor fino (capacidade de realizar movimentos complexos)
  • Reflexo do engasgo ruim, dificuldade para engolir, asfixia frequente
  • Dificuldades na fala ou na linguagem, como a afasia (problema no entendimento ou na pronúncia das palavras) ou a disartria (problema ao produzir os sons das palavras, enunciação ruim, mau entendimento da fala, dificuldade para escrever, incapacidade para ler ou entender a escrita, incapacidade para dizer os nomes dos objetos (anomia)
  • Alterações na visão como visão reduzida, diminuição do campo visual, perda de visão repentina, visão dupla (diplopia)

Causas

Qualquer coisa que danifique ou deturpe qualquer parte do sistema nervoso pode causar um déficit neurológico focal. Entre os exemplos temos:

  • Vasos sanguíneos anormais (malformação vascular)
  • Tumor cerebral
  • Paralisia cerebral
  • Doença degenerativa dos nervos
  • Distúrbios de um único nervo ou grupo de nervos (por exemplo, síndrome do túnel do carpo)
  • Infecção
  • Lesão
  • Derrame cerebral

Cuidados

Os cuidados domésticos dependem do tipo e da causa do problema.

PUBLICIDADE

Buscando ajuda médica

Se houver alguma perda de movimento, sensibilidade ou função, procure o médico.

Na consulta médica

O médico fará perguntas sobre o histórico médico e realizará um exame físico.

Entre as perguntas sobre o histórico médico estão:

  • Quando o problema começou e qual a velocidade de alteração? Aconteceu de forma repentina ou gradual?
  • Tem se agravado a cada segundo, minuto, hora, dia ou mês?
  • Há quanto tempo apresenta o problema?
  • Em que local ocorre a perda de função? -Braço esquerdo?
  • Perna esquerda?
  • Braço direito?
  • Perna direita?
  • Outro local (seja específico)?
  • Quais déficits apresenta? -Perda de audição?
  • Perda de movimento?
  • Perda de força?
  • Perda da visão?
  • Dormência?
  • Problema de fala ou na linguagem?
  • Outros (seja específico)?
  • Quais outros sintomas apresenta?

O exame físico incluirá um exame detalhado da função do seu sistema nervoso.

Os testes a se realizar dependerão dos outros sintomas e da causa possível da perda da função do nervo. Os testes utilizados tentam localizar a parte envolvida do sistema nervoso. Entre os exemplos comuns estão:

  • Tomografia computadorizada das costas, pescoço ou cabeça
  • Eletromiograma (EMG)/velocidade de condução nervosa (NCV)
  • Ressonância magnética das costas, pescoço ou cabeça
  • Punção espinal

PUBLICIDADE

Fontes e referências:

  • Bradley WG, Daroff RB, Fenichel GM, Jankovic J. Diagnosis of neurological disease. Em: Bradley WG, Daroff RB, Fenichel GM, Jankovic J, eds. Neurology in Clinical Practice. 5ª ed. Philadelphia, Pa: Butterworth-Heinemann Elsevier; 2008: cap. 1.

  • Griggs RC, Jozefowicz RF, Aminoff MJ. Approach to the patient with neurologic disease. Em: Goldman L, Schafer AI, eds. Cecil Medicine. 24ª ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier. 2011: cap. 403.

ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

  • Encontre um médicoindicado por outras pessoas

    em

  • Indique um médicoe ajude outras pessoas

    Estado
    Qual o nome do seu médico?

Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Encontre médicos de confiança indicados por outras pessoas

buscar médicos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Descubra o seu Peso ideal Saiba se seu peso atual e sua meta de
peso
são saudáveis.
ex: 75,5kg / 1,70m
 

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

siga o minha vida e melhore sua qualidade de vida

Saiba mais

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X