Úlcera péptica

Visão Geral

O que é Úlcera péptica?

As úlceras pépticas são feridas abertas que se desenvolvem no revestimento interno do esôfago, estômago e no duodeno.

Tipos

Dependendo da área em que ocorre úlcera péptica, ela recebe um nome diferente.

  • Úlceras gástricas: são as que ocorrem dentro do estômago
  • Úlceras esofágicas: são as que ocorrem dentro do esôfago
  • Úlceras duodenais: são as que ocorrem na parte superior do intestino delgado

Causas

Normalmente, os revestimentos do estômago e do intestino delgado são protegidos contra os ácidos irritantes produzidos dentro do estômago. Se o revestimento protetor para de funcionar corretamente se rompe, isso resulta em uma inflamação (gastrite) ou uma úlcera. A maioria delas ocorre na primeira camada do revestimento interno.

A causa mais comum dessa lesão é a infecção do estômago pela bactéria chamada Helicobacter pylori (H.pylori). A maioria das pessoas com úlceras pépticas tem essas bactérias vivendo em seus tratos gastrointestinais, mas não é porque alguém as tem presentes em seu organismo que elas vão, necessariamente, desenvolver úlceras.

As úlceras pépticas também podem ser causadas pelo uso excessivo de analgésicos, alguns medicamentos para tratar osteoporose e suplementos de potássio.

Fatores de risco

Alguns fatores de risco aumentam as chances de uma pessoa vir a desenvolver úlceras pépticas. Confira:

  • Consumo excessivo de álcool
  • Uso regular e excessivo de medicamentos
  • Fumo
  • Estar tratando uma condição de saúde mais grave
  • Tratamentos de radioterapia, comuns para a maioria dos tipos de câncer.

Sintomas

Sintomas de Úlcera péptica

Úlceras pequenas podem não causar nenhum sintoma, mas algumas úlceras maiores podem causar até mesmo hemorragia grave.

A dor abdominal é um sintoma comum, mas não ocorre sempre. A dor pode variar muito de pessoa para pessoa. Outros sinais de úlceras pépticas são:

  • Sensação de inchaço e incapacidade de beber muito líquido
  • Fome e uma sensação de vazio no estômago, frequentemente de uma a três horas após uma refeição
  • Náusea branda e vômitos
  • Dor ou desconforto no abdômen superior
  • Dor no abdômen superior que piora durante a noite.

Outros sintomas possíveis incluem:

  • Fezes com sangue ou escuras
  • Dor no peito
  • Fadiga
  • Vômitos, possivelmente com sangue
  • Perda de peso.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Consulte um médico se você apresentar sintomas que lhe causam preocupação, principalmente se esses sinais são persistentes. Enquanto aguarda pela consulta médica, você pode fazer uso de medicamentos vendidos sem necessidade de receita em farmácias, como antiácidos. Seu efeito, no entanto, é de curta duração, então marcar uma consulta com um gastroenterologista é muito importante.

Na consulta médica

No consultório do médico, descreva seus sintomas com detalhes e procure esclarecer todas as suas dúvidas sobre as possíveis causas de seus sintomas. Responda, também, às perguntas que o especialista poderá lhe fazer, que incluem:

  • Quando os sintomas surgiram?
  • Os sintomas são frequentes ou ocasionais?
  • Qual a intensidade dos sintomas?
  • Os sintomas pioram quando você sente fome?
  • Você tem feito uso de medicamentos para aliviar a dor? E funcionaram?
  • Você vomitou sangue ou notou presença de sangue nas fezes?Há alguma medida que ajude a aliviar ou piorar os sintomas?

Diagnóstico de Úlcera péptica

Para diagnosticar a causa subjacente às úlceras pépticas, o médico poderá encaminhar o paciente para alguns exames específicos:

Exames para H. pylori

O especialista pode recomendar testes para determinar se a bactéria H. pylori está presente em seu corpo e causando as úlceras. Os exames usados neste caso são:

  • Exames de sangue
  • Exames de fezes.

O tipo de teste recomendado para os pacientes varia de casa para caso.

Outros exames

Outros exames que poderão ser solicitados pelo médico incluem:

  • Endoscopia digestiva alta: teste no qual um tubo fino com uma câmera na extremidade é inserido em sua boca até o trato gastrointestinal para ver analisar o estômago e intestino delgado. Durante uma endoscopia, o médico pode coletar uma biópsia da parede do seu estômago para teste de H. pylori também
  • Para o mesmo fim, também podem ser feitos outros exames de imagem, como raios-X.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Úlcera péptica

O tratamento para úlceras pépticas envolve uma combinação de medicamentos para matar a bactéria H. pylori (se o diagnóstico confirmar sua presença) e reduzir os níveis de ácido no estômago. Essa estratégia permite que sua úlcera seja curada com mais facilidade e reduz a chance de ela voltar eventualmente. Para isso, tome todos os medicamentos exatamente como prescritos.

Se o paciente tiver uma úlcera péptica causada por uma infecção por H. pylori, o tratamento padrão usa diferentes combinações de alguns medicamentos, principalmente antibióticos. Consulte seu médico sobre as opções disponíveis para tratamento no Brasil.

Agora, se o paciente tiver uma úlcera que não seja causada por uma infecção por H. pylori, ou uma úlcera péptica que tenha sido causada pelo uso excessivo de analgésicos, o médico provavelmente também prescreverá medicamentos para trata-las.

Se uma úlcera péptica estiver sangrando muito, uma endoscopia pode ser necessária para interromper a hemorragia. A cirurgia pode ser necessária se a hemorragia não puder ser interrompida ou se a úlcera tiver causado uma perfuração.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Você pode adotar algumas medidas em casa para aliviar a dor causada por uma úlcera no estômago. Veja alguns exemplos:

Mantenha uma dieta saudável

Escolha uma dieta rica de frutas, legumes e grãos integrais. Não comer alimentos ricos em vitaminas e priorizar as gorduras pode dificultar o tratamento e cura da úlcera.

Considere opções aos analgésicos

Se você utiliza analgésicos regularmente, pergunte ao médico se há outros medicamentos que possam substituir o uso desses, caso sejam a causa das úlceras pépticas. Talvez você precise interromper o uso dessas medicações por um tempo.

Controle o estresse

Estresse pode agravar os sinais e sintomas de uma úlcera péptica. Tente minar as fontes de estresse de seu cotidiano, aprenda a lidar com situações estressantes e encontre hobbies para se distrair quando precisar.

Não fume

O tabagismo pode prejudicar o revestimento protetor do estômago, tornando o órgão mais suscetível à ocorrência de úlceras. Fumar também pode aumentar a acidez do estômago.

Evite bebidas alcóolicas

O uso excessivo de álcool pode irritar e corroer o revestimento de seu estômago e do intestino, causando inflamação, sangramento e o surgimento de úlceras também.

Complicações possíveis

Se não forem tratadas, úlceras pépticas pode resultar em:

Hemorragia interna

O sangramento pode ocorrer lentamente, podendo levar a pessoa à anemia, ou pode ser grave e ocorrer rapidamente, exigindo hospitalização e, às vezes, até mesmo transfusão de sangue.

Peritonite

As úlceras pépticas podem causar a inflamação do tecido que reveste a parede do abdômen - uma condição chamada de peritonite.

Tecido da cicatrização

As úlceras pépticas também podem produzir uma cicatrização dos tecidos. Isso bloquear a passagem do alimento por meio do trato digestivo, fazendo com que você fique cheio com facilidade e mais suscetível a vômitos e perda de peso.

Perfuração do estômago e intestinos

Esse problema é emergencial e exige atendimento médico imediato.

Expectativas

As úlceras pépticas tendem a voltar se não forem tratadas corretamente. Se seguir as instruções de tratamento do médico e tomar todos os medicamentos conforme prescritos, a infecção será curada e você terá muito menos probabilidade de ter outra úlcera no futuro, principalmente se for causada por H. pylori.

Prevenção

Prevenção

Você pode reduzir o risco de desenvolver úlceras pépticas se adotar algumas medidas, como as listadas abaixo:

Proteja-se contra infecções

Não está clara a capacidade do H. pylori de se espalhar pelo organismo, mas há evidências de que essa bactéria possa ser transmitida de pessoa para pessoa ou por meio de alimentos e água contaminados.

Você pode se prevenir contra esse tipo de infecção lavando as mãos frequentemente com água e sabão e verificando se os alimentos que você irá ingerir estão completamente cozidos.

Tenha cuidado com analgésicos

Se você faz uso regular e excessivo de analgésicos que aumentam o risco de úlceras pépticas, tome medidas para reduzir o risco de problemas estomacais futuros. Veja com um médico a possibilidade de substituir esses medicamentos por outros que não causem as úlceras e outras condições.

Fontes e referências

  • Federação Brasileira de Gastroenterologia
  • Ministério da Saúde
  • Manual Merck
  • Mayo Clinic
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não