publicidade

O que é Vaginismo?

O vaginismo é um espasmo involuntário dos músculos da região da vagina. Os espasmos fecham a vagina.

Causas

O vaginismo é considerado um distúrbio de disfunção sexual. Essa condição tem várias causas possíveis, incluindo trauma ou abuso sexual no passado, fatores psicológicos ou um histórico de desconforto com a relação sexual. Às vezes, a causa pode não ser descoberta.

O vaginismo não é uma condição comum. O número exato de mulheres que têm esse problema é desconhecido.

Mulheres com diferentes graus de vaginismo muitas vezes desenvolvem ansiedade com relação à relação sexual. A condição faz com que a penetração seja difícil e dolorosa ou, até mesmo, impossível. No entanto, isso não significa que a mulher não possa se excitar sexualmente. Muitas mulheres podem ter orgasmos quando o clitóris é estimulado.

Exames

Um exame pélvico pode confirmar o diagnóstico de vaginismo. Fazer um histórico clínico e um exame físico completo são importantes para descartar outras causas de dor durante a relação sexual (dispareunia).

Sintomas de Vaginismo

  • A penetração vaginal durante o sexo é difícil ou impossível.
  • A dor vaginal é comum durante a relação sexual ou na tentativa de um exame pélvico.

Buscando ajuda médica

Se você tiver dor associada à relação sexual ou dificuldades durante a penetração vaginal, ente em contato com seu médico.

Tratamento de Vaginismo

O tratamento inclui terapia prolongada que combine instrução, aconselhamento e exercícios comportamentais. Esses exercícios incluem contração e relaxamento dos músculos do assoalho pélvico (exercícios de Kegel).

Recomenda-se realizar exercícios de dilatação vaginal com dilatadores plásticos. Esse tratamento deve ser feito sob a orientação de um terapeuta sexual ou de outro médico. Essa terapia deve envolver o parceiro e pode incluir contatos mais íntimos gradualmente, culminando na relação sexual.

É necessário fornecer recursos educacionais, como informações sobre a anatomia sexual, a fisiologia, o ciclo de respostas sexuais e mitos comuns sobre o sexo.

PUBLICIDADE

Expectativas

Quando o tratamento é realizado por um especialista em terapia sexual, os índices de sucesso normalmente são bastante altos.

Complicações possíveis

O vaginismo pode levar a atividades sexuais insatisfatórias e à tensão em relações íntimas.

Fontes e referências:

  • Bhasin S, Basson R. Sexual dysfunction in men and women. In: Kronenberg HM, Melmed S, Polonsky KS, Larsen PR, eds. Williams Textbook of Endocrinology. 11th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2008:chap 19.

  • Shafer LC. Sexual disorders and sexual dysfunction. In: Stern TA, Rosenbaum JF, Fava M, Biederman J, Rauch SL, eds. Massachusetts General Hospital Comprehensive Clinical Psychiatry. 1st ed. Philadelphia, Pa: Mosby Elsevier; 2008:chap 36.

ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

  • Encontre um médicoindicado por outras pessoas

    em

  • Indique um médicoe ajude outras pessoas

    Estado
    Qual o nome do seu médico?

Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Encontre médicos de confiança indicados por outras pessoas

buscar médicos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Descubra o seu Peso ideal Saiba se seu peso atual e sua meta de
peso
são saudáveis.
ex: 75,5kg / 1,70m
 

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

siga o minha vida e melhore sua qualidade de vida

Saiba mais

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X